Browse By

Vale a Pena Ter Um Blog Para Seu E-commerce

Provavelmente, todo mundo que já ouviu falar em e-commerce e vendas pela internet também já ouviu falar em blog. O que muitas pessoas – e até alguns empresários – ignoram é como os blogs podem ajudar nas estratégias do comércio eletrônico.

 

Realmente, hoje são poucas as modalidades de marketing digital que podem ajudar tanto uma marca quanto um blog. Especialmente de modo tão acessível, promissor e econômico, como é o caso dessa modalidade de publicação.

 

Tanto é assim que mesmo as grandes empresas, cujas marcas já são consolidadas no mercado, hoje investem nesse tipo de estratégia.

 

O que continua valendo mesmo quando elas já dominam grande parte do público nacional e até internacional.

 

Vale a Pena Ter Um Blog Para Seu E-commerce

 

Certamente você já ouviu falar em marketing de conteúdo, na importância dos motores de busca, e de como hoje em dia é fundamental construir um relacionamento de médio e longo prazo com os clientes, fidelizando eles cada vez mais.

 

Na verdade, a essência do blog é lidar com todas essas frentes de atuação, concentrando em si mesmo o que de valioso uma é capaz de ter: sua cultura corporativa, seus valores de mercado, as crenças de sua persona de público, e daí em diante.

 

Ou seja, um blog pode ajudá-lo a definir melhor o seu público, relacionar-se com ele de modo contínuo e intensificado, e com isso, compreender as mudanças mais profundas que o mercado pode sofrer com o passar do tempo.

 

Também é digno de menção que, quando se fala em e-commerce, isso é ainda mais verdadeiro.

 

Afinal, o comércio eletrônico acontece na mesma esfera em que ocorrem as vendas online: na internet.

 

Deste modo, tal estratégia também vem ao encontro dos anseios da maioria dos consumidores da atualidade, que são os consumidores das Gerações Y e Z (aqueles nascidos, respectivamente, dos anos de 1980 e de 2000 para cá).

 

Para compreendermos isso melhor, basta considerarmos que, segundo dados da Ebit (empresa de levantamentos digitais), na última década, o comércio eletrônico quadruplicou de tamanho no Brasil, hoje chegando a movimentar mais de R$ 60 bilhões por ano.

 

Se você quer compreender melhor como um blog pode ajudá-lo a fazer parte desse universo, revolucionando a rotina do seu e-commerce, do seu site institucional e de sua marca, é só seguir adiante na leitura.

 

O Que é o Marketing de Conteúdo?

Não é possível falar sobre blogs sem antes explicar o conceito de Inbound e o marketing de conteúdo, que são como duas faces da mesma moeda.

 

Um modo claro de entender isso remete aos únicos dois tipos de prospecção de clientes que existem: a prospecção ativa e a passiva.

 

A ativa nada mais é do que o formato tradicional de vendas, também conhecido como Outbound marketing. Nela, a marca explora as vantagens do seu produto ou serviço, jogando com promoções arrasadoras e diferenciais competitivos.

 

Assim, uma loja de casa e construção pode vender todo um lote de cortina para sala grande por meio da distribuição de flyers, ou mesmo de anúncio em rádio.

 

Já no caso do Inbound marketing, o que temos é a prospecção passiva. Nela, a marca não apela para estratégias explicitamente comerciais, mas para a geração de conteúdos interessantes, pertinentes ao seu nicho.

 

É aí que entram os blogs, o marketing de conteúdo e o que mais tem atraído a atenção dos compradores atuais para os e-commerces.

 

Esses conteúdos, gerados em formato de matéria ou postagens, precisam ser de qualidade e gratuitos.

 

No caso, esta matéria que escrevemos para ajudá-lo a desenvolver seu blog e promover seu comércio eletrônico, ela própria está dentro dessa estratégia, e visa a gerar uma relação com você, leitor.

 

O mesmo vale para qualquer marca, seja de marketing, uma indústria ou mesmo uma empresa de serviço de motoboy. Engana-se quem pensa que pode atrair os melhores clientes sem antes “dar algo em troca”.

 

Esta é a essência do Inbound e do marketing de conteúdo, que são a regra de ouro e os pilares de hoje. Sem eles, ninguém conseguiria criar um blog assertivo no médio e longo prazo.

 

Por Dentro do Funil de Vendas

Após compreender melhor os fundamentos de um blog, a segunda regra de ouro é a de que também é preciso entender o aspecto mais imediatamente comercial dele.

 

Trata-se do funil de vendas. Ele traça as etapas que, por exemplo, um cliente de limpeza de pele masculina percorre entre ignorar o nome da sua empresa, descobrir que sua solução existe, ser captado por você como um lead e, enfim, consumir o serviço.

 

Suas etapas tradicionais são as seguintes:

  • Topo do funil: visitantes do blog;
  • Topo do funil: leads captados;
  • Meio do funil: oportunidades;
  • Fundo do funil: clientes efetivos.

 

Mais recentemente, outro conceito fundamental que complementa esse, é o das etapas de pós-venda, que consistem em tornar o consumidor um verdadeiro fã e defensor da sua marca. Isto é, um ativo que está disposto a indicar sua solução a outras pessoas.

 

Você já deve ter percebido que, incrivelmente, o blog pode acompanhar o seu público por todas essas etapas, também conhecidas como “jornadas da compra”.

 

Ao escrever sobre cartão de visita manicure, um visitante pode encontrar seu site sem jamais ter visitado ele.

 

Ao gostar do seu conteúdo, ele pode interagir pelo campo de perguntas, e com isso você obterá alguns dados de contato, conquistando um lead.

 

Outro modo prático de captar leads é por meio de um formulário criado especificamente para isso, que são as newsletters, ou mesmo disponibilizando matérias complementares para download, como e-books e infográficos.

 

Em alguns casos, seu time comercial entrará em contato, finalizando a venda.

 

Mas como a esfera digital está cada vez mais popularizada, é bem comum finalizar negócios de modo ainda mais prático, diretamente pelo campo digital.

 

Como Desenvolver Bons Conteúdos?

O desafio de desenvolver bons conteúdos está presente em todas as áreas do marketing digital, indo desde o e-mail marketing, passando por publicações em redes sociais, até os próprios blogs.

 

O essencial sobre este assunto nós tratamos acima, e tem a ver com conhecer bem o seu público, os fundamentos do marketing de conteúdo e até mesmo do funil de vendas.

 

Mas há também dicas práticas que podem ajudá-lo a colocar a mão na massa.

 

Primeiramente, você precisa de planejamento e objetivos. Ao publicar um bom texto sobre colar de ouro feminino, pode ter certeza que você vai gerar uma expectativa no público. Aí é que costuma dar o famoso “apagão”, e ocorre a falta de inspiração.

 

O modo de evitar isso é desenhando uma agenda produtiva. Se você já sabe quantos artigos vai publicar por semana (conforme as demandas do seu segmento), e tem uma lista de pautas, com um ou dois meses de folga, você ficará mais tranquilo.

 

Essa despreocupação é o que vai garantir conteúdos melhores, mais bem preparados.

 

Bem como uma agenda coerente que permitirá engajamento com o público, que já vai saber quando esperar novidades vindas da sua newsletter.

 

Outra dica de ouro é manter-se sempre informado. Claro que alguém que trabalha com microagulhamento no rosto domina seu próprio nicho, mas é preciso pesquisar sempre essa palavra-chave, até para saber o que sua concorrência tem feito.

 

Assim, ao falar sobre palavra-chave, entramos já na próxima dica de sucesso, desenvolvida abaixo.

Leia também o nosso post Como Funil de Vendas Pode Ajudar Um E-commerce

Divulgando os Seus Conteúdos

Você pode ficar na dúvida quando lê que “seus visitantes encontrarão seu blog”, ou que “seu público vai ler seus conteúdos”.

 

Afinal, em meio a este oceano que a internet se tornou, como pode ser que alguém consiga ser encontrado?

 

O que está implícito é que você vai divulgar o seu blog. Mas calma, isso não vai contra a afirmação feita no começo, de que os blogs são um dos modos mais econômicos de conseguir resultados com o marketing digital.

 

Pelo contrário, uma matéria sobre persiana de rolo pode chegar a estar na maior vitrine do mundo sem nem um centavo de propagandas, graças ao famoso SEO (Search Engine Optimization), que faz a otimização da sua página.

 

Por meio dessa estratégia você atende os requisitos dos grandes motores de busca como Google, Bing e Yahoo, conseguindo ser bem ranqueado neles.

 

De fato, ao aparecer nas primeiras páginas dos buscadores você estará “no lugar certo e na hora certa”, por assim dizer, pois é onde a maioria das pessoas faz pesquisas e cotações hoje em dia.

 

Outro modo igualmente gratuito é o das redes sociais. Uma dica valiosa é você já escrever os artigos do seu blog pensando nelas, em como aquele público vai receber seu conteúdo.

 

Depois, faça um resumo que seja coerente com a proposta da rede social mais atrativa para o seu nicho de mercado, e publique sempre que houver uma novidade, com links diretos para a matéria do seu blog.

 

É importante indicar o conteúdo específico, como cartão de visita manicure, e não apenas o blog.

 

Ao indicar um conteúdo, você gera interação real e engajamento, sendo que, indicar apenas seu domínio, pode confundir o público, que não saberá o que ler primeiro.

 

Com isso, vemos como um blog pode tornar sua estratégia de marketing digital muito mais dinâmica, interessante e, claro, rentável. É isso que traz mais oportunidades e mais clientes para seu e-commerce.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Referências

Crescimento do e-commerce em 2019 e as projeções para este ano
O blog Marketing de Conteúdo
Por que (e como) criar um blog para seu e-commerce
Como criei um blog de sucesso para meu e-commerce

One thought on “Vale a Pena Ter Um Blog Para Seu E-commerce”

  1. Pingback: Marketing de Relacionamento no Seu E-commerce - Blog da Agência7 Soluções WEB
  2. Trackback: Marketing de Relacionamento no Seu E-commerce - Blog da Agência7 Soluções WEB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 18 =