Como Uma Pequena Empresa Pode Começar a Investir em Marketing Digital?

Praticamente todo mundo deve saber que a internet mudou e muito nossos hábitos de consumo. O que nem todos imaginam é como o marketing digital pode ser bem aproveitado por empresas menores, de pequeno porte.

 

De fato, são tantas opções em termos de plataformas e soluções digitais, e tantas maneiras diferentes de investir nesses recursos, que talvez alguém que está começando a pensar nisso se sinta um pouco desorientado e confuso.

 

Hoje, as principais opções podem incluir os buscadores e blogs (com otimização ou links patrocinados), além de outras opções igualmente pagas ou gratuitas: vlogs e plataformas de vídeo, mídias sociais, marketplaces e e-commerces em geral.

 

Como Uma Pequena Empresa Pode Começar a Investir em Marketing Digital?

 

No caso dos grandes motores de busca, por exemplo, como Google, Bing e Yahoo, que são os mais utilizados no Brasil, fará toda diferença iniciar uma estratégia gratuita, de crescimento orgânico, ou uma paga, de anúncios.

 

Além das diferenças, a empresa ainda pode optar por fazer as duas estratégias ao mesmo tempo, visando um resultado de vendas de impacto em um primeiro momento, e ao mesmo tempo um horizonte de médio e longo prazo.

 

Cada decisão e cada demanda podem fazer toda diferença na hora de sentar para planejar a estratégia. Muitas empresas acabam investindo em marketing digital – ou achando que fizeram isso – e com o tempo desistem, por não entenderem a importância de planejar.

 

Além disso, não basta você conhecer a fundo sua marca e seu produto, ou compreender apenas suas intenções dentro da esfera digital. Você precisa dominar também as regras próprias de cada vertente em que for investir.

 

Para não falar na importância de entender o público. Pode ser difícil aceitar, mas mesmo uma loja que já tenha um bom tempo no mercado (talvez décadas), quando ela for para a internet, precisará reaprender algumas coisas.

 

Um empresário pode não compreender que ele não conheça ou não entenda uma clientela com a qual se relaciona há anos. Mas a verdade é que pela internet as pessoas tendem a ter outras expectativas, e outras posturas.

 

Por outro lado, imagine as opções que existiam décadas atrás, quando a televisão era a maior vitrine do mundo, na qual pouquíssimas empresas podiam anunciar. Hoje, ao contrário, qualquer empresa pode aparecer na primeira página dos buscadores.

 

Então, se você quer compreender como uma pequena empresa pode começar a investir seriamente em marketing digital, mudando sua marca de patamar, basta seguir adiante.

 

O que Exatamente é o Marketing Digital?

Acima falamos sobre a diferença do comportamento do público na internet e fora dela. É isso mesmo, um cliente que você atenda presencialmente em sua loja ou fábrica pode ter uma postura totalmente diferente caso entre no seu site ou mídia social.

 

Imagine que ele busca uma solução como corte a laser aço. Na fábrica, você pode mostrar as máquinas e bater um papo, mas se ele entrar no seu site institucional, como será possível encantá-lo da mesma maneira, e provar sua expertise no assunto?

 

Por isso, foi-se o tempo que bastava ter um site no ar. Hoje é preciso fazer algo como o marketing de conteúdo. Por meio de um artigo de blog você consegue, guardadas as diferenças de formato, o mesmo resultado que teria numa reunião de negócios.

 

Fora a questão da concorrência. Afinal, não adiantaria você publicar seu portfólio como se fosse o manual do produto, enquanto outras marcas investem em blogs, vlogs e até conteúdo de podcast, cujos áudios o cliente pode ouvir até enquanto dirige.

 

Os principais formatos que um blog pode trazer hoje são:

  • Blog posts;
  • E-books;
  • Multimídias;
  • Infográficos;
  • Entre outros.

 

Assim, o marketing digital tem muitas vertentes, mas podemos dizer que ele é essencialmente isto: a criação de conteúdos e de experiências que façam o cliente se sentir único, como quem realmente recebe um tratamento personalizado.

 

Um fator decisivo nisso foi o das novas Gerações Y e Z, das pessoas nascidas de 1980/2000 para cá, respectivamente.

 

Ao pesquisar algo rotineiro como empresa de motoboy, elas podem estar em busca de um atendimento e um suporte totalmente diferentes.

 

Sim, pois como essas gerações tiveram mais acesso à informática, à internet e à informação em geral, seus hábitos de compra mudaram. Os aplicativos atuais de compra e venda, ou de serviços que antes nem sequer existiam, estão aí para provar isso.

 

Por Dentro dos Grandes Motores de Busca

Se tem algo que pode figurar como sinônimo de marketing digital e da revolução que a internet causou, não apenas nas nossas relações comerciais, mas sobretudo nelas, são os motores de busca como o Google, que é o maior deles.

 

Este é, inclusive, o primeiro grande passo que uma empresa pequena pode dar na direção do marketing digital. Como já sugerido, seja no caso de alguém que vende papel timbrado empresa, ou de uma grande indústria, é preciso começar mantendo um blog.

 

É interessante tratar desse assunto como algo pertinente ao Google, pois a melhor maneira de seus artigos encontrarem cada vez mais leitores, gerando com isso leads e oportunidades para seu comercial, é fazendo a otimização dessas páginas.

 

Pense no seu próprio caso: quando você faz uma pesquisa, não costuma passar da primeira ou segunda página, certo?

 

Então, para ser bem ranqueado e aparecer com esse destaque, invista em conteúdos originais e realmente relevantes, que agreguem algo à dúvida ou à dor dos visitantes.

 

Além do campo orgânico, é possível pagar para aparecer, tanto no topo da página (e na parte de baixo), quanto em outras telas, como de e-mail, versão shopping, etc. O incrível desses anúncios é que você começa a aparecer dentro de poucas horas.

 

É isso mesmo: alguém da área de empresas de instalação elétrica anuncia de manhã e já pode começar a receber ligações, cotações e pedidos na parte da tarde. Também assim, além de intuitivo, o serviço é altamente customizável.

 

Isso quer dizer que você configura várias opções, desde valor investido (é possível começar com poucos créditos) até horário e região para quem seu anúncio vai aparecer, sem contar a segmentação do perfil de pessoas que pretende atingir.

 

Além da presença digital, o blog também fortalece consideravelmente a autoridade da empresa, cuja marca passa a ser considerada uma autoridade no assunto.

 

Como Tirar o Melhor das Redes Sociais?

Se a segmentação e assertividade dos motores de busca já são algo suficientemente impressionante, as redes sociais chegaram a um ponto que era absolutamente impensável antes da virada do século.

 

Por isso, elas são outra dica de ouro do marketing de conteúdo para pequenas empresas.

 

A maioria delas também permite abrir uma conta gratuita, não só para pessoas físicas, mas também para empresas de entregas ou de qualquer outro segmento.

 

A marca só vai pagar se decidir fazer anúncios, tal como nos buscadores. Mas ela já pode começar a marcar presença, gerar conteúdo, fazer links com o site e o blog, canalizando várias oportunidades, sem pagar nada por isso.

 

Porém, seria um erro pensar que tudo não passa de facilidades. Basta imaginar como a concorrência tem se acirrado dentro desse universo digital, já que ele é tão democrático, não é mesmo?

 

Portanto, é muito importante saber investir seu tempo e seu dinheiro. Um passo fundamental é identificar quais redes sociais têm mais sinergia com o seu negócio, se são as de texto dinâmico ou textos maiores, as focadas em imagens, em vídeos, etc.

 

Se você trabalha com carimbo empresa, por exemplo, pode tirar bom proveito de plataformas mais visuais, apelando para o resultado final do produto que vende. Além disso, sua própria linguagem vai ter que se adaptar a cada rede.

 

Daí que não faça sentido investir em todas, como quem atira para todo lado. Você pode até marcar presença nas principais, mas seus maiores esforços vão precisar se concentrar naquela que faz mais sentido para o seu negócio.

Leia também o nosso post 7 Vantagens Que os Seguros Trazem Para as Empresas

Sobre o Marketplace e os E-commerces

Até aqui já conseguimos quebrar um preconceito muito comum: o de que o marketing digital pode até trazer resultados, mas demora muito. A verdade é que existem soluções orgânicas e soluções pagas, cada uma reage de um modo.

 

Se o foco está em investir algum valor inicial, além do anúncio em buscadores e mídias sociais é possível tirar ótimos proveitos do marketplace. Assim, você anuncia algo como serviço de entrega de documentos em plataformas desse tipo de negócio.

 

Você também pode montar seu próprio e-commerce, é verdade. Mas se quiser começar a ter resultado rápido, pode iniciar em uma dessas plataformas, pois ali toda a infraestrutura digital já está pronta, em termos de formas de pagamento, de despacho e afins.

 

Tal como nos outros casos, você consegue manusear bem a demanda de curto prazo, aumentando as vendas, a rentabilidade e o lucro, mais ou menos como quem faz a gestão patrimonial do seu próprio negócio, e vai se fortalecendo.

 

Depois, pode investir em sua própria loja virtual, se for o caso. Seja como for, isso deixa claro que qualquer empresa pode investir em marketing digital, mudando seu negócio de patamar de modo seguro e sustentável.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 comentário em “Como Uma Pequena Empresa Pode Começar a Investir em Marketing Digital?”

  1. Pingback: Lojas no Instagram: O Que Fazer Para Vender Mais? - Blog da Agência7 Soluções WEB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =