Como produzir materiais ricos e eficientes

Uma das peças principais em uma estratégia de marketing de conteúdo são os materiais ricos, sabe por quê? Diferentemente dos posts de blog, que são mais curtos, esses materiais são extensos e agregam mais valor os clientes.

 

Existem alguns tipos de materiais ricos que você pode utilizar na sua estratégia, como os e-books, os guias completos, o passo a passo e os infográficos, por exemplo. O mais conhecido e utilizado é, sem dúvidas, o e-book, pois por meio dele é possível oferecer bastante informação e fazer com que a marca tenha muita autoridade na internet.

 

Sabemos que produzir esses materiais ricos e eficientes não é uma tarefa fácil, portanto, nós resolvemos criar esse post com 6 dicas para que você consiga produzir esses conteúdos e oferecer mais valor aos seus clientes. Vamos lá?

 

1. Seja autoridade no assunto que escrever

Se você não quer que o seu texto seja superficial e traga somente informações rasas, é preciso, antes de tudo, entender do assunto.

 

Não estamos falando aqui de 30 minutos de pesquisa, e sim de tempos de experiência, vivência e aprendizados. Não adianta você querer produzir materiais ricos sobre engenharia, por exemplo, se você não tem conhecimento sobre esse assunto.

 

Então, o ideal é que você já tenha um conhecimento e seja uma autoridade no que está falando, para que consiga criar um engajamento e atrair cada vez mais o seu público-alvo.

 

2. Pesquise MUITO para produzir materiais ricos

Você já parou para pensar que as pessoas geralmente pesquisam antes de fazer alguma coisa nova? Quando vamos comprar um apartamento,pesquisamos. Quando vamos ter um bebê, pesquisamos. Quando vamos viajar, pesquisamos.

 

Pois então, a pesquisa está sempre em nossas vidas, e, não seria na hora da produção de um material rico que ela não estaria.

 

Mesmo que você tenha conhecimento do assunto e se considere um expert, sempre vale a pena ler sobre coisas novas e buscar informações interessantes que podem tornar seu material ainda mais rico e atraente.

 

Então, antes de pôr a mão na massa e iniciar a produção, pesquise sobre as tendências, faça uma análise nos materiais que já foram publicados sobre o tema e selecione as principais informações que devem aparecer no seu material.

 

3. Conheça o seu público-alvo

Quando vamos criar um material rico, é imprescindível que tenhamos conhecimento das dores e objetivos do público-alvo, para que o conteúdo possa ajudar na resolução dos seus problemas.

 

Isso não significa que você precisa saber tudo sobre todos os clientes da sua empresa, mas que é necessário ter uma persona definida, com um perfil bem parecido com o que a maioria dos seus consumidores tem.

 

Após definir a persona que a sua empresa quer alcançar, ficará mais fácil saber qual abordagem utilizar, se a linguagem utilizada no texto será formal ou informal, quais as informações que não podem faltar, como esse material ajudará na resolução dos problemas do público-alvo etc.

 

4. Organize a estrutura do material

Como o material é extenso, maior que um post de blog, por exemplo, é necessário que ele seja bem pensado e estruturado antes mesmo do início da produção.

 

Estamos falando de materiais ricos, ou seja, materiais diferenciados, com informações relevantes e que, de alguma forma, precisam ser especiais e aprofundar informações que nunca foram comentadas por nenhuma outra empresa.

 

Portanto, o ideal é que você monte uma boa estrutura, que servirá de auxílio na hora da produção:

 

  1. Introdução: o que é o assunto que será abordado? Quais são seus benefícios?
  2. Pesquisa: Quais informações nunca foram abordadas sobre o assunto?
  3. Cliente, persona, público-alvo: Qual abordagem utilizar? Formal, informal, meio termo? O material é de atração, consideração, relação ou venda?
  4. Início da produção: Quais dicas devo dar? Como devo argumentar sobre o assunto para educar o meu público?
  5. Conclusão e Call to Action (CTA)

 

Feito isso, com certeza você conseguirá produzir um material interessante, que agregue mais valor e conhecimento às pessoas. Lembre-se sempre de que ter autoridade na internet não é fácil, porém, ao atingir esse patamar, uma marca consegue atrair novos e fiéis consumidores.

 

5. Atente-se à revisão

Finalizou a produção do material rico e já quer colocá-lo no ar? Muita calma nessa hora! Antes disso, é necessário ler e reler o material para analisar os errinhos que você deixou passar.

 

Mesmo que você seja um excelente redator, a revisão não pode ficar de fora, ainda mais quando estamos falando de materiais ricos, que precisam ser especiais e passar informações corretas e interessantes aos clientes — sem erros de português, já que isso pode comprometer a credibilidade do conteúdo.

 

Vamos supor que você está em busca de informações sobre um determinado assunto na internet, quando encontra um material que fala sobre. Ao iniciar a leitura, você se depara com erros bobos de português. Qual será a sua primeira ideia sobre esse material? Que ele é fraco e não serve, não é mesmo?

 

Pois bem, não é apenas você que pensaria dessa forma — isso acontece com frequência na internet. Então, quando for publicar um material rico, revise, utilize programas para te auxiliar e, se possível, peça ajuda para outra pessoa que tenha conhecimento em português, pois ela poderá achar erros que passaram batidos e podem prejudicar seu material.

 

6. Faça a divulgação do material

Seguiu todas nossas dicas e produziu um material rico, com informações que, com certeza, trarão credibilidade para a sua marca? Então, agora é a hora de divulgá-lo, até porque, sem essa divulgação, esse material não alcançará o mais importante: o público-alvo.

 

Então, faça um planejamento de divulgação para o seu material. Crie landing pages que atraiam os clientes, dispare e-mail marketing convidando para baixar o material, divulgue nas redes sociais, crie links patrocinados etc.

 

Depois disso, basta você acompanhar os resultados e esperar pelo feedback dos clientes que leram o conteúdo. Assim, além de produzir um material rico em informações, você poderá melhorar e seguir as dicas dos leitores para as próximas publicações.

 

Que tal experimentar o Leadlovers Machine por 30 dias grátis?

Clique aqui e faça sua assinatura agora.

 

Fonte: leadlovers blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =