Como Usar Email Marketing no Seu E-commerce

Atualmente, poucas empresas e marcas podem se dar ao luxo de desprezar o e-commerce, não é mesmo? Dentro desse universo, uma das estratégias mais bacanas é a do email marketing, que pode impulsionar – e muito – as vendas online.

 

Segundo dados do próprio IBGE, o Brasil é o terceiro país que mais compra pela internet, sendo o primeiro da América Latina.

 

Já chega perto de 100 milhões de compradores, alguns confessando um verdadeiro hábito de compras, e não algo sazonal.

 

Diante disto, não há empresário, segmento ou nicho de mercado que não possa se beneficiar de tais vantagens.

 

Como Usar Email Marketing no Seu E-commerce

 

Sejam indústrias do setor primário, em busca de oportunidades e negociações, sejam comércios locais, lojas, oficinas e afins.

 

O e-commerce se tornou, portanto, uma realidade; e se impõe como tal, sendo indispensável.

 

Mas o que é uma solução para muitos, de cara traz uma série de problemas ou, pelo menos, de desafios.

 

Por exemplo, com o aumento da oferta de produtos, serviços e soluções em geral, tal mercado pode acabar ficando saturado. Caberá, então, aos que tiverem um diferencial, vencer a concorrência e se firmar como marca de sucesso.

 

Certamente, um dos maiores diferenciais a ser conquistado está no marketing digital, que é justamente a ótica publicitária e comercial exercida dentro deste próprio universo do comércio online: o da internet.

 

Contudo, o marketing digital também se desdobra em várias modalidades e estratégias que, muitas vezes, podem trazer mais confusão do que ajuda.

 

Foi pensando nisso que decidimos escrever este artigo, focado, sobretudo, no email marketing. Essa estratégia específica pode ir bem mais longe do que muita gente imagina.

 

De cara, ela também não é limitada por segmentos, de modo que pode trazer resultados positivos para qualquer marca, desde que seja bem utilizada.

 

Alguns ignoram, mas o email marketing vai muito além de simplesmente disparar ofertas para este ou aquele cliente.

 

Ele pode abranger todo o funil de vendas, desde a fase de prospecção até o pós-venda.

 

Além disso, o email marketing também pode se unir a outras modalidades online e tornar-se muito mais assertivo e promissor.

 

Por exemplo, você já pensou em usar marketing de conteúdo ao desenvolver os emails que vai disparar?

 

Ou ainda, já pensou que é possível gerar tráfego e, com isso, usar o email marketing como uma das frentes de SEO das suas campanhas digitais?

 

Portanto, se você quer saber mais sobre esse universo incrível, e sobre como usar tal estratégia no seu e-commerce, fazendo suas vendas aumentarem e fortalecendo sua marca, siga adiante até o fim da leitura.

 

Alguém Ainda Para pra Ler Emails?

Artigos como esse são importantes por várias razões, afinal, várias pessoas pensam que atualmente os emails estão “ultrapassados”, por assim dizer. Sobretudo depois do sucesso das redes e mídias sociais.

 

Mas esse tipo de opinião não passa de preconceito. Seria como dizer que flyers de festa não funcionam mais, que o marketing digital substituiu pra sempre o impresso, o que sabemos não ser verdade.

 

Justamente, se o outbound, o offline e o impresso sempre vão funcionar em suas áreas, o email marketing também continua funcionando, sobretudo para impulsionar o seu e-commerce. A questão é, na verdade, saber utilizá-lo.

 

Mais do que isso, também é preciso lembrar que ele tem um excelente ROI (Return on Investment), que é o Retorno Sobre o Investimento.

 

Certamente, ele está entre os excelentes ROIs do marketing digital, precisamente porque é capaz de ser feito por qualquer um, iniciado a qualquer momento, e trazer ótimos resultados sem grandes investimentos.

 

O maior receio é, com toda razão, que ninguém vá abrir o email disparado.

 

Mais ou menos como se você mandasse imprimir um monte de cartão de visita advogado, mas não saísse à rua para distribuí-los, deixando todos debaixo da mesa.

 

Por isso, a primeira grande dica consiste no formato do seu email, o que inclui desde o título, passando pelo layout da página, até o tamanho do material e o uso assertivo de tópicos, imagens e links.

 

Abaixo, aprofundaremos essas dicas, mas lembre-se: você é seu primeiro juiz. Afinal, não tem lógica disparar emails que nem mesmo você abriria ou leria inteiros, não é mesmo?

 

Apresentação e Conteúdos de Qualidade

Tudo começa pelo layout. Existe até um conceito que define isso, que é o de “escanear a página”, que consiste em primeiro checar um site ou email de cima a baixo, antes de ler tudo que está ali. Certamente, você também faz isso.

 

Assim, por mais assertivo que consiga ser em muitos aspectos, não adianta disparar emails sobre jaleco personalizado para aquele profissional que está procurando sobre isso, se o email for longo, com título confuso e tiver péssima apresentação.

 

As imagens e tópicos seguem a mesma lógica: não exagere na quantidade. Como o email deve ser curto, use um ou dois de cada.

 

No título também não se exagera, então ele precisa ser comercial sem ser apelativo demais.

 

Algo como “Por que personalizar seus jalecos fazem sentido hoje em dia?” pode ir muito bem, por exemplo.

 

Em situações como essa, você pergunta (retoricamente) em vez de afirmar, cria um suspense agradável, dá a entender qual o tema e junto promete um conteúdo.

 

Com isso vamos ao segundo ponto fundamental: não pense que email marketing consista apenas em newsletters, isto é, em anunciar produtos com “promoções arrasadoras”.

 

O cliente atual também quer conteúdo informativo e de qualidade.

 

Lembre-se, vivemos a era do marketing de conteúdo. É preciso estabelecer uma relação duradoura com a sua persona de público.

 

As perguntas essenciais que você faz para isso são:

  • Quais os gostos do meu cliente?
  • Qual o sexo, a idade e a escolaridade dele?
  • Qual a classe social e poder de compra?
  • Qual a constituição familiar?
  • O que mais o agrada nas compras?

 

Esses pontos são essenciais por vários motivos. Não faria sentido, por exemplo, você enviar email sobre clínica veterinária 24 horas para quem não tem bicho de estimação nem trabalha na área, não é mesmo?

 

Outro motivo é o storytelling, estratégia essencial para criar algo que agregue valor, pois nela você cria uma história que ensina algo marcante, sem deixar de ser comercial. Sendo que, para funcionar, você precisa entender seu público.

 

Além disso, você também vai precisar segmentar seus emails disparados, organizando melhor sua base de leads, de modo a torná-la realmente assertiva.

 

E é aí que entra a próxima grande dica.

 

Por Dentro do Funil de Vendas e da Segmentação

Na introdução mencionamos o funil de vendas. De fato, uma boa estratégia de email marketing pode abranger desde a fase de prospecção e todo o pré-venda, até as fases finais de pós-venda e fidelização do cliente.

 

Também assim, o email marketing é uma ótima possibilidade de comunicar, atrair e fidelizar os clientes de uma empresa.

 

O que precisa ficar claro é que seu consumidor não pula da fase de ignorar a existência da sua marca para a de cliente fiel.

 

Lembre-se: a palavra do momento é customização. Imagine se, além de escrever um email com bom layout e bons conteúdos sobre cortina blecaute para quarto, ele ainda contiver o nome do cliente no cabeçalho.

 

Se isso é bacana, a customização ainda vai muito além. O essencial dela é o ciclo de vida do cliente, o funil de vendas e a etapa da “jornada da compra” em que ele se identifica. Não faz sentido “forçar” o lead a comprar, se ele ainda não estiver maduro.

 

Por outro lado, se o cliente comprou um colar de ouro, é bem provável que não vá comprar outro todo mês, concorda? Neste caso é preciso, por exemplo, disparar emails sobre manutenção e cuidados com o produto.

 

Hoje já existem softwares que ajudam a montar esse histórico de cada cliente. São os famosos CRMs (Customer Relationship Management), de Gestão de Relação com os Clientes.

 

Email Marketing, SEO e Ferramentas da Área

De todas as dicas prometidas na introdução, é possível que a mais intrigante seja a respeito de SEO.

 

Afinal, como usar uma estratégia de otimização de página para motores de busca em emails, que são páginas privadas, abertas apenas pelo destinatário?

 

Na verdade, é bem simples: você pode e deve utilizar links nos seus emails, puxando o leitor para as páginas mais bem elaboradas do seu blog ou site institucional.

 

Isso também pode auxiliar no layout, pois se o conteúdo estiver enorme basta redirecionar o leitor.

 

Certamente, um tema como reciclagem de papel não pode se encerrar em apenas um email composto de poucos parágrafos, imagens e tópicos. O melhor de tudo é que ao fazer link com seu site, você aumenta seu tráfego e sua autoridade digital.

 

Toda essa estratégia nos leva ao último ponto, que é a necessidade de ferramentas de automação. Além de CRMs, você também precisa de um software de automação de disparos, pois é claro que não vai mandar emails um a um.

 

Aliás, além da agilidade, mesmo que você quisesse disparar emails sobre pilates solo manualmente, é bem provável que você acabaria penalizado pela provedora como um disparador de spam.

 

Hoje em dia existem dezenas de opções na internet, e elas são cada vez mais acessíveis e em conta.

 

A dica é procurar aquelas que oferecem algumas semanas de serviço gratuito, pois, assim, você pode se adaptar e ver se realmente se identifica com a solução.

 

Com isso, vemos como o email marketing pode mudar a rotina de um e-commerce, tornando os clientes muito mais engajados e satisfeitos, além de fortalecer sua marca.

 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Referências

8 DICAS DE EMAIL MARKETING PARA VOCÊ VENDER MAIS AGORA! 
Email Marketing para Ecommerce: Você Está Fazendo Isso Certo?
Email Marketing
Email Marketing e SEO, mas não do jeito que você está pensando 

Saiba Como Usar o E-Mail Marketing Na Gestão De Relacionamento Com o Cliente

O E-Mail Marketing é uma estratégia excelente para o relacionamento com os clientes, independente do segmento de atuação ou do tamanho das empresas, principalmente quando utilizado adequadamente e com o auxílio de softwares de automação.

 

O envio de mensagens das marcas para os consumidores pelo e-mail já foi sinônimo de spam, já que antigamente as ações de comunicação eram mais intrusivas.

 

Hoje sabe-se que o e-mail marketing pode ser útil para estabelecer uma relação de confiança e proximidade com os clientes, entregando as mensagens certas, para as pessoas interessadas e nos momentos mais adequados para isso.

 

Saiba Como Usar o E-Mail Marketing Na Gestão De Relacionamento Com o Cliente

 

O E-mail é um canal de comunicação extremamente democrático, utilizado por pelo menos 92% dos adultos online, de acordo com pesquisas. Por isso, trata-se de um meio com ótimo potencial para ajudar os empreendimentos a crescerem no mercado. Ele possibilita aproximação com os consumidores e potenciais consumidores

 

O Que é E-Mail Marketing?

E-Mail Marketing é uma estratégia de Marketing Digital que estabelece a comunicação entre empresas e seus clientes ou clientes em potencial por e-mail.

 

As mensagens são enviadas de acordo com listas segmentadas, por meio de ferramentas de automação que facilitam o processo de personalização das mensagens. Alguns exemplos comuns de e-mail marketing são:

  • Divulgação de promoções e ofertas especiais;
  • Distribuição de conteúdos informativos, blog posts, e-books;
  • Confirmações de compras online;
  • Envio de newsletters mensais ou semanais.

 

O E-Mail Marketing já foi visto como uma versão digital das propagandas, geralmente enviadas por correspondência antes da popularização da internet. Na época, o e-mail era usado como um canal de comunicação em massa, e as mensagens enviadas quase nunca eram relevantes para os seus destinatários.

 

Por essa razão, o E-Mail Marketing já foi visto como uma forma de comunicação invasiva com os clientes. Entretanto, essas estratégias se mostram hoje uma forma eficiente de se comunicar com consumidores e estabelecer um relacionamento direto.

 

Por Que Utilizar o E-Mail Marketing?

A coleta de endereços de e-mail, planejamento de ações e disparo segmentado de mensagens são excelentes formas de estreitar o relacionamento com o público-alvo das empresas pelos seguintes motivos:

  • Grande alcance, em um canal que concentra ações online;
  • Alcance mais previsível, em comparação com redes sociais;
  • Formato flexível, que permite textos, imagens e até GIFs;
  • Possibilidade de alto retorno financeiro, com pouco investimento inicial.

 

Qual é o Papel Do E-Mail Marketing No Relacionamento Com Os Clientes?

O E-Mail Marketing vai muito além da simples divulgação de promoções e é bastante relevante para aproximar as empresas dos seus consumidores e potenciais consumidores.

 

Isso porque quando uma pessoa dá permissão para a empresa enviar e-mails para a sua caixa de entrada pessoal, significa também uma abertura para uma relação, com diálogo entre as partes. É como se a pessoa quisesse saber mais sobre a empresa.

 

Afinal, o e-mail é um canal de comunicação bastante pessoal, utilizada para o contato com familiares, amigos, além de ser uma ferramenta de trabalho e centralizar outros serviços online.

 

O E-Mail Marketing é uma estratégia que permite uma comunicação mais pessoal, com mais proximidade, e tem as seguintes funções:

  • Engajar potenciais clientes, com relacionamento constante, aumentando chances de compras;
  • Promover conteúdos do blog da empresa, aumentando acessos e visibilidade;
  • Nutrição e educação de leads (potenciais clientes) sobre o negócio;
  • Vender produtos ou serviços, divulgando promoções;
  • Manter contato em todas as etapas de relacionamento com os clientes;
  • Contribuir para a satisfação e experiência dos consumidores.

 

Que Tipos De E-mail As estratégias de E-Mail Marketing Precisam Conter?

O planejamento e execução de uma campanha de E-Mail Marketing de sucesso, que de fato desenvolva a gestão de relacionamento com os clientes, depende da compreensão sobre os principais tipos de e-mail que podem ser enviados pelas empresas, que podem ser de praticamente todos os setores de atuação. São eles:

 

Atualizações De Blog

Esse tipo de mensagem é enviada aos contatos informando a existência de novos conteúdos no blog ou site da empresa. É uma boa maneira de interagir mais com os leitores e conhecê-los melhor, usada bastante quando o contato acaba de se inscrever na lista de contatos do empreendimento.

 

Uma empresa especializada pode divulgar as postagens sobre forro de gesso acartonado, por exemplo, como uma forma de manter a lista ativa e o envio de e-mails frequente. Assim os interessados ficam informados sobre os conteúdos produzidos pela empresa, e aumentam as chances de eles realizarem compras ou contratações.

 

Newsletter

A Newsletter é bastante utilizada por E-Commerces (comércios eletrônicos) e blogs, com o envio de atualizações semanais ou mensais aos contatos. As mensagens costumam conter os principais posts dos blogs, além de notícias sobre a empresa e o mercado em que ela atua.

 

Para ser efetivo, o envio de Newsletter deve contar com uma identidade visual própria e conteúdos relevantes para as pessoas interessadas no contato com uma empresa que instala forro de PVC imitando madeira, por exemplo. Também é fundamental a inclusão de links para os leitores acessarem mais informações sobre os assuntos.

 

Convites Para Eventos

O E-Mail Marketing pode ser utilizado para a promoção de eventos que as empresas estejam organizando. Uma fabricante pode utilizam o E-Mail Marketing para a divulgação do lançamento de um novo modelo de secador de ar comprimido por refrigeração, por exemplo.

 

Nesses casos, é essencial que as empresas convençam os leitores da relevância dos eventos, apresentando os motivos para o comparecimento, que pode ser presencial ou online, com transmissões ao vivo.

 

Além disso, todas as informações relevantes necessárias devem estar incluídas, tanto para o comparecimento dos convidados (com data, hora, local, limite de participantes, e outras) quanto para promover o secador de ar comprimido.

 

E-mails De Nutrição De Leads

Ao monitorar as ações que a persona (personagem fictício que representa o perfil do comportamental do cliente ideal) realiza dentro do blog ou site, as empresas conseguem inseri-las em um fluxo de nutrição.

 

Isso se baseia no oferecimento de conteúdos relevantes e segmentados, que auxiliem o cliente a caminhar pelos estágios da jornada de compras, construindo uma posição clara sobre a importância dos investimentos no aluguel de tenda cristal 10×10 para eventos ao ar livre, por exemplo.

 

Ao identificar um grupo de contatos que se interessa pelo tema, a empresa consegue dar andamento no relacionamento de uma maneira mais direcionada, aumentando as probabilidades de que eles continuem em contato com a empresa.

 

Como Começar As Ações De E-Mail Marketing?

As empresas que estão começando a investir em ações de E-Mail Marketing para melhorar o relacionamento com os clientes precisam investir em uma ferramenta, um software que realize os disparos em massa.

 

Há uma ampla variedade de plataformas no mercado, desde as mais simples até as mais completas ferramentas de automação de E-Mail Marketing, mas quanto mais fácil e intuitiva foi a utilização, melhor para o desenvolvimento da estratégia.

 

A escolha do template ideal para as mensagens de uma empresa de locação de retroescavadeira, por exemplo, deve levar em consideração a importância do design responsivo (de fácil adaptação a qualquer resolução e tamanho de dispositivo), o uso de imagens e textos em harmonia e a simplicidade na disposição de conteúdos, visando deixá-los mais leves e fáceis de ler.

 

É de suma importância destacar que as empresas precisam construir uma lista de contatos própria, evitando o envio de mensagens em massa, o que pode resultar em penalização e até prejudicar a imagem da empresa.

 

Ao invés de contribuir para divulgar a disponibilidade de uma sala comercial compartilhada, por exemplo, quando compra uma lista de e-mails a empresa diminui a eficiência de suas estratégias.

 

Construir uma lista de e-mails de qualidade é fundamental. Para isso, uma ótima estratégia, e também uma das mais comuns, é incluir no blog da empresa um campo específico de cadastro para as pessoas interessadas em receber os conteúdos. Quanto mais simples for o processo de cadastro, menores as chances de o visitante desistir da assinatura.

 

Já com relação à segmentação dos contatos interessados em saber mais sobre para que serve um certificado de tacógrafo, para citar um exemplo de produto, pode ser feita de acordo com fatores como a localização, idade, ocupação, compras anteriores ou estágio na jornada de compra.

 

Por fim, para o sucesso das ações de E-Mail Marketing, com aproximação e melhoria no relacionamento entre empresas, consumidores e potenciais consumidores, é preciso conhecimentos técnicos e experiência na área.

 

Por isso é extremamente recomendável a contratação de uma equipe de marketing especializada, para o planejamento e execução das atividades garantindo mais qualidade e profissionalismo, que com certeza são percebidos pelo público.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

A Importância do Marketing de Relacionamento Para E-Commerce

O Marketing de Relacionamento é um conjunto de ações que visam promover a satisfação e a fidelização dos clientes, com aproximação pelo oferecimento de benefícios. Trata-se de uma estratégia importante em qualquer empresa, independente do segmento ou tamanho, e que também se aplica aos E-Commerces.

 

O Marketing Digital ajuda as empresas a conquistarem mais espaço no mercado, com a promoção da marca por meio de canais como site, blog, redes sociais ou e-mail.

 

Nesse sentido, a produção de conteúdo ajuda a destacar as empresas, agregando autoridade às marcas, fazendo com que elas se tornem referências em seus segmentos de atuação, e promovendo produtos ou serviços.

 

A Importância do Marketing de Relacionamento Para E-Commerce

 

Contudo, com a concorrência cada vez maior, torna-se necessário voltar a atenção também para a necessidade de cativar os clientes, de forma que eles se tornem consumidores fiéis.

 

Dependendo do nível de satisfação, além de repetir as compras, eles podem até recomendar a marca para outras pessoas, o que em larga escala é bastante positivo para o crescimento de qualquer negócio.

 

Portanto, é fundamental que os empreendedores de E-Commerces de qualquer setor invistam não só em estratégias de Marketing Digital, mas também em Marketing de Relacionamento.

 

O Que é Marketing de Relacionamento?

O Marketing de Relacionamento está baseado na construção de relações duradouras com os consumidores.

 

Atualmente, os ambientes digitais possibilitam que as pessoas encontrem uma infinidade de opções de marcas, produtos e serviços, muitas vezes do mesmo segmento, competindo pela sua atenção.

 

Por isso, é bastante comum que o público pule de uma marca para outra. E assim, competir no mercado para adquirir clientes pode se tornar mais difícil do que reter alguém que já conhece a empresa.

 

Pesquisas apontam para o fato de que pode ser até 14 vezes mais caro conquistar um novo consumidor do que manter um atual na base da empresa.

 

Nesse sentido, é essencial aumentar o “tempo de vida” dos clientes atuais das empresas, possibilitando um aumento gradual da rentabilidade. A retenção do cliente pode ser considerada mais importante do que a atração de novos.

 

Para manter um relacionamento positivo e contínuo, é preciso investir em formas de mantê-lo engajado, com proximidade e um bom atendimento.

 

É preciso ter em mente que o foco deve estar completamente na satisfação dos consumidores. Para isso, é preciso cuidar da qualidade do atendimento e da forma como as relações entre ambas as partes serão estabelecidas.

 

Quais As Diferenças Entre Marketing de Relacionamento e Marketing Tradicional?

O Marketing de Relacionamento está focado na relação entre empresa e cliente. As estratégias estão preocupadas nos valores que a empresa transmite aos clientes, por meio da qualidade do atendimento. Quanto mais longas as relações que são estabelecidas, mais valor é agregado à marca.

 

Para isso, é importante que os E-Commerces contem com informações sobre cada consumidor. Isso possibilita o oferecimento de benefícios e experiências personalizadas a cada um.

 

Já o Marketing Tradicional, nos meios online ou offline, tem o objetivo de influenciar o público na aprovação da marca, resultando em compras. Ele não tem como objetivo a conquista de uma relação com o consumidor, está voltado para a apresentação de produtos e serviços, de uma forma que convença o público a realizar o investimento.

 

Como Aplicar o Marketing De Relacionamento No E-Commerce?

O Marketing de Relacionamento pode trazer mudanças para toda a estrutura do E-Commerce e, por isso, é preciso que mudanças ou implementações de estratégias sejam acompanhadas por profissionais qualificados e com experiência no assunto.

 

Também é importante que seja feito um planejamento, definindo metas e métricas para a análise posterior dos resultados.

 

Dentre as principais formas de aplicar o Marketing de Relacionamento, é válido ressaltar:

  1. A criação de uma base de dados sólida;
  2. Uso do Email Marketing;
  3. Elaboração de programas de fidelidade;
  4. Invista em “Customer Success”;
  5. Relacionamento pelas redes sociais.

 

1. A Criação De Uma Base De Dados Sólida

Qualquer boa oferta sempre está baseada no público e nas suas necessidades. Para criar uma base de dados sólida, uma das principais soluções é a criação de uma persona, que irá guiar a elaboração da melhor forma de abordar o público.

 

A persona é como uma representação do cliente ideal de uma transportadora de mudanças, por exemplo. O conceito envolve características dos potenciais clientes, como faixa etária, cidade em que mora e até profissão ou hobbies.

 

O estudo da persona potencializa as estratégias de Marketing Digital, ao passo que as ferramentas permitem a coleta de dados, criando listas de possíveis clientes, de acordo com as ações que eles realizam nos E-Commerces.

 

É importante manter uma base de dados sólida e constantemente atualizada. Isso permite que a empresa adote ações distintas de acordo com a proximidade que tem com o cliente.

 

Um empreendimento focado no aluguel de tenda para casamento, para exemplificar, pode realizar campanhas mais massivas com os clientes que geram maior receita, com a contratação mais frequente de serviços.

 

O acompanhamento personalizado é um dos pilares do Marketing de Relacionamento, e depende de uma boa administração das bases de dados das empresas.

 

2. Uso do Email Marketing

Eficiente para aproximar empresas e clientes, criando laços íntimos e duradouros, o Email Marketing pode ser adotado de diversas formas para melhorar o Marketing de Relacionamento.

 

Mesmo após a realização de festa de bodas de prata, para seguir no exemplo dado anteriormente, a empresa pode investir em diversas abordagens para continuar presente no cotidiano dos seus consumidores e, até mesmo, organizar outras festas para esses clientes.

 

É bastante comum que as marcas entrem em contato em datas festivas, ou mandem emails para oferecer ofertas ou promoções, divulgar conteúdos informativos ou relevantes, compartilhar novidades da empresa ou do segmento de atuação, entre outras mensagens.

 

Para melhorar tanto os serviços prestados, como o aluguel de tenda cristal, quanto a própria relação com o consumidor, também podem ser aplicadas pesquisas de satisfação.

 

3. Elaboração De Programas De Fidelidade

Os programas de fidelidade costumam fazer sucesso entre o público. Eles são uma forma de recompensar os consumidores, por escolher a marca sistematicamente, mesmo em meio a tantas opções disponíveis no mercado.

 

Ao mesmo tempo, os programas de fidelidade fazem com que os clientes tenham a sensação de que, além de resolverem os seus problemas pessoais, a marca dá direito a um bônus, uma vantagem, por meio da fidelização.

 

Uma dica é fazer uma análise da persona da empresa, buscando entender o tipo de oferta que mais a atrai, para investir na ação mais eficiente para alavancar as vendas de serviços ou produtos, como whey protein para emagrecer, por exemplo.

 

Nesse caso, uma das alternativas é o cliente ganhar amostras grátis ao completar determinada quantidade de compras. Contudo, é preciso atenção para que os bônus continuem gerando lucro para as empresas, e não representem um prejuízo.

 

4. Invista Em “Customer Success”

“Customer Success”, ou Sucesso do Cliente, do inglês, é uma expressão que vem sendo utilizada para campanhas que têm como objetivo ajudar os clientes no processo de utilização da marca.

 

O Marketing de Relacionamento e o Sucesso do Cliente acabam se interligando, porque o primeiro preza pela proximidade, enquanto que o segundo visa a produção de conteúdos adequados, pelos canais mais efetivos. Os principais pontos que resultam dessa relação são:

 

Definição De Conteúdos

É preciso transmitir informações e possíveis resoluções de dúvidas aos clientes. As questões podem envolver tanto o aluguel de caçamba entulho, por exemplo, quanto a própria empresa especializada. Os conteúdos são utilizados para ajudar os consumidores, atraindo-os e facilitando os processos de compra.

 

Ajuda Com Materiais

Geralmente a equipe de Marketing de Relacionamento fornece informações para os profissionais focados no Sucesso do Cliente. Desta forma, é possível definir com mais assertividade as principais dúvidas e respostas sobre os produtos, serviços ou marca.

 

Automação De Marketing

Ambas as equipes podem auxiliar na definição das ações que trarão o melhor resultado para o Marketing da empresa. A automação de marketing é um ponto de encontro e também contribui para melhores resultados, com processos mais produtivos.

 

5. Relacionamento Pelas Redes Sociais

Manter as empresas ativas nas redes sociais já é uma iniciativa básica de empresas de qualquer setor que pretendem continuar relevantes e mantendo um relacionamento com seu público, mesmo após a realização das compras.

 

Um clínica de estética, por exemplo, pode investir em postagens divulgando resultados de procedimentos como a aplicação de silicone nos seios. As redes sociais permitem que as empresas alcancem um número crescente de pessoas e a repercussão das postagens costuma ser quase imediata, principalmente se o conteúdo for de qualidade.

 

Também é possível trabalhar com diversos tipos de conteúdos, como promoções, divulgação de informações relevantes, conteúdo para gerar engajamento ou interação, e até memes. Contudo, é importante que as postagens sejam condizentes com a imagem da instituição, como no caso de um hospital veterinário do câncer, para exemplificar.

 

Os conteúdos interessantes e atrativos para o público, aliados às possibilidades de interagir, comentar ou compartilhar, contribuem para que empresa e clientes continuem próximos.

 

Conclusão

É preciso que a importância do Marketing de Relacionamento seja reconhecida pelos empreendedores de E-Commerces, com investimento e emprego das ações mais adequadas para cada caso.

 

Desta forma, a empresa pode esperar crescimento pautado na valorização dos clientes mais antigos e atuais.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.