Desenvolver Email Marketing. Quais São os Pilares que Devem Estar Presente?

O email marketing é uma estratégia bastante conhecida no mundo online, devido à popularidade dos canais de emails, bem como à efetividade das ações de divulgação e comunicação por correio eletrônico.

 

Apesar da popularidade e crescimento das redes sociais, o email ainda é o canal mais utilizado pelos usuários.

 

Para termos uma ideia, atualmente há mais de 4,3 bilhões de contas de email em todo mundo. Desse total, estima-se que 92% das pessoas usam o recurso, sendo que 61%, diariamente.

 

Além disso, mais de 72% dos consumidores preferem usar o email para a comunicação com as empresas. Inclusive, é o canal usado para a entrega de documentos e tratamento de assuntos importantes.

 

Desenvolver Email Marketing. Quais São os Pilares que Devem Estar Presente?
Negócio foto criado por rawpixel.com – br.freepik.com

 

Por esse motivo, não há como ignorar a importância da estratégia.

 

No artigo de hoje, vamos tratar justamente sobre essa temática, mostrando como desenvolver o email marketing e quais são os pilares que devem estar presentes na estratégia. Acompanhe a leitura.

 

O Que é Email Marketing?

O email marketing nada mais é que uma estratégia de marketing digital, que envia mensagens personalizadas a contatos segmentados, a fim de estabelecer uma comunicação mais próxima com os leads (potenciais clientes).

 

Por algum tempo, o email marketing era confundido com o indesejável spam. No entanto, na estratégia, o usuário fornece o contato de email por vontade própria, geralmente, em troca de algum material relevante.

 

Já no spam ocorre a compra de uma lista de emails e não há segmentação dos contatos. Tanto que essa prática é mal vista, além de ser considerada ilegal.

 

No email marketing, é possível enviar diversos conteúdos, por exemplo, contratos para fechar um negócio de reforma predial.

 

Contudo, os principais tipos de mensagens de marketing são:

  • Lançamento de produtos ou serviços novos;
  • Promoções da empresa;
  • Cupons de desconto;
  • Aprovação de compra;
  • Pesquisas de satisfação.

 

O email marketing é considerado uma das estratégias mais rentáveis da internet.

 

De acordo com pesquisas na área, é possível ter um ROI (Retorno sobre Investimento) de até 3800%, além de um valor 3 vezes maior do que posts nas redes sociais.

 

Quais São os Pilares de Uma Estratégia de Email Marketing?

Apesar do ótimo retorno, é fundamental adotar alguns pilares na sua campanha de email marketing para garantir a efetividade da estratégia.

 

Isso vale para qualquer segmento de mercado, tanto para empresas de entregas que desejam incorporar o envio de mensagens por emails quanto outros tipos de negócios.

 

Os quatro principais pilares do email marketing são: reciprocidade, confiança, tempo e intensidade. A seguir, conheça mais sobre cada um deles.

 

Reciprocidade

A reciprocidade diz respeito ao seu público e como abordá-lo. Neste pilar, é importante definir quais são os objetivos da sua estratégia, como usar o canal para fidelizar os clientes e as campanhas efetivas para melhorar o relacionamento com o público.

 

Na reciprocidade, é importante enxergar o email marketing não como uma estratégia individual, mas que dialoga com outros tipos de iniciativas, como a produção de materiais valiosos, a construção de landing pages, e até mesmo, campanhas nas redes sociais.

 

Afinal de contas, um usuário pode oferecer o contato de email só depois de se interessar por um cupom de desconto em um estúdio para ensaio oferecido por sua landing page.

 

Ao mesmo tempo, ele chega até a sua página por um post no Facebook, por exemplo.

 

Confiança

Os usuários devem confiar na sua empresa. Para isso, é necessário demonstrar que o seu negócio é profissional e tem uma boa reputação a zelar.

 

No email marketing, a confiança pode ser despertada de várias formas, mas especialmente em relação ao design da sua campanha e ao conteúdo das mensagens.

 

Por esse motivo, recomendamos que o layout do seu email acompanhe a identidade visual da marca e seja desenvolvido por um designer competente.

 

Além disso, é importante garantir a abertura nos dispositivos móveis. Hoje em dia, há grandes chances que a sua mensagem sobre aluguel de espaço comercial ou qualquer outro assunto, seja aberta em smartphones.

 

Tempo

A maioria dos relacionamentos acaba se desgastando com o tempo e isso também vale para as campanhas de email marketing.

 

Caso a empresa não invista em inovações, o relacionamento com o cliente pode cair na rotina, fazendo com que o usuário decida retirar o seu contato da sua lista de email.

 

Portanto, é necessário adaptar as campanhas conforme os desejos do consumidor.

 

Muitas empresas cometem o erro de enviar a mesma mensagem para todos os contatos.

 

Mas, nem sempre todo mundo está interessado em receber um desconto na locação de sala comercial por hora.

 

Às vezes, o usuário somente quer receber algum conteúdo relevante e informativo. Por isso, é fundamental compreender o timing e as necessidades de cada contato, para enviar a mensagem certa no melhor momento.

 

Além disso, vale a pena surpreender o cliente com alguma mensagem fora do comum.

 

Isso faz com que o relacionamento com a marca reacenda e assim é possível melhorar o engajamento dos usuários.

 

No entanto, mesmo nas mensagens inesperadas, é preciso ter um planejamento. Caso contrário, a sua estratégia corre o risco do insucesso.

 

Intensidade

O relacionamento com o seu cliente deve ser frequente, porém, tendo controle na intensidade. Afinal de contas, o excesso também é prejudicial para a sua empresa.

 

Por exemplo, se um usuário recebe com extrema frequência uma mensagem com dicas para reformas de casas, ele pode considerar que a sua estratégia é inconveniente, e dessa forma se descadastrar da lista.

 

Portanto, busque um equilíbrio. Não exagere no envio de mensagens e tenha cuidado para não ser esquecido pelos usuários.

 

Quais as Melhores Campanhas de Email Marketing?

É fundamental seguir os quatro pilares acima em qualquer campanha de email marketing, seja na propaganda de aluguel de telão ou no compartilhamento de conteúdo relevante.

 

No entanto, há algumas iniciativas que se provaram eficazes e por esse motivo, são muito usadas pelas empresas. A seguir, conheça quais são elas.

 

Newsletters

As newsletters, ou boletins informativos, consistem em publicações periódicas, de caráter noticioso, bastante similares aos jornais online.

 

A intenção é oferecer conteúdos interessantes aos usuários, para que eles se mantenham atualizados sobre a sua empresa ou segmento de mercado.

 

As newsletters não têm o objetivo de vender algo, mas sim, informar. Por essa razão, elas não focam na promoção de produtos ou serviços, a intenção é compartilhar notícias e outros assuntos relevantes com o usuário.

 

Atualizações do Blog

As atualizações do blog são consideradas um tipo de newsletter, mas ao invés de um layout parecido com um jornal online, o objetivo aqui é divulgar os últimos materiais publicados no blog da empresa.

 

Desse modo, é possível aumentar o tráfego orgânico para a sua página, além de manter os usuários atualizados sobre os seus conteúdos. Assim, quem acompanha o seu site não irá perder nenhuma postagem.

 

É uma oportunidade de educar o público a respeito do seu negócio. Afinal de contas, as atualizações do blog, geralmente, referem-se a artigos e materiais informativos.

 

Emails Promocionais

Os emails promocionais têm objetivos mais propagandísticos, pois servem para anunciar descontos, condições exclusivas e promoções aos usuários.

 

Aqui, a intenção é aproximar os leads da compra, convencendo-os a adquirir produtos e serviços por um melhor custo-benefício.

 

Editoriais

Os editoriais têm a intenção de publicar a opinião da empresa sobre um determinado assunto. Por esse motivo, são conteúdos assinados por um diretor, CEO ou proprietário do negócio.

 

O objetivo não é vender, mas sim fortalecer a imagem da marca perante o público. Normalmente, os editoriais são veiculados quando há algum acontecimento polêmico ou ocorrência inesperada.

 

Durante a pandemia do novo coronavírus, várias marcas enviaram conteúdos editoriais para informar seus clientes sobre suas iniciativas e comportamentos para combater a Covid-19.

 

Emails Transacionais

Os emails transacionais visam informar os clientes acerca de alguma transação comercial, como confirmação de compra, abandono de carrinho, mensagem de boas-vindas após o cadastro no site, entre outros.

 

Esses emails são documentais e servem tanto para o usuário quanto para a empresa. Além disso, é mais fácil de acompanhar o status de uma compra com essas mensagens.

 

Conclusão

O email marketing é uma das estratégias mais eficientes no marketing digital. Ele é capaz de aproximar o público da empresa, aumentar o reconhecimento da marca e fidelizar os clientes, além de ter um ótimo retorno sobre investimento.

 

No entanto, para alcançar o sucesso com a sua estratégia, é fundamental aplicar os quatro pilares mencionados no texto de hoje.

 

Com eles, é possível garantir a aproximação com a audiência, evitando que os usuários peçam o descadastramento da lista.

 

Com isso, a sua empresa terá a chance de crescer muito com o email marketing.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leadlovers Explica: Qual a Diferença Entre Newsletter e E-letter

Você já ouviu falar sobre e-letter? E newsletter já né?

 

Leadlovers Explica: Qual a Diferença Entre Newsletter e E-letter

 

Embora a newsletter seja mais conhecida, muita gente não utiliza ou mesmo usa, mas do jeito errado. Já a e-letter é algo relativamente novo no cenário brasileiro.

 

Se ouviu ou se não ouviu essas palavrinhas por aí, a pergunta mais importante é: Você sabe qual dessas duas modalidades de e-mail é melhor para a sua estratégia de Marketing?

 

No vídeo abaixo, a Jéssica explica um pouco mais sobre os dois termos para você entender de uma vez por todas a diferença e para tomar a decisão mais consciente. Lá na leadlovers já utilizamos ambas e temos uma opinião formada sobre as duas.

 

A pergunta que fica: E-letter ou newsletter, qual delas utilizar?

 

Assista o vídeo abaixo e aprenda.

 

 

NEWSLETTER vs E-LETTER, qual utilizar?

 

Se você ainda não fez sua assinatura da leadlovers, clique no botão abaixo e veja os planos disponíveis e faça a sua assinatura agora mesmo.

 

Clique no botão

 

Ver os planos

 

Transcrição do Vídeo (Áudio do Vídeo)

00:00 e você sabe qual a diferença entre a

00:02 newsletter e e ler quer saber quando as

00:04 luzes estratégias você deve utilizar no

00:06 seu Market Então vem comigo que eu vou

00:07 te explicar bom gente eu sou a Jéssica

00:09 eu faço parte aqui do time the Lovers e

00:11 o tema que eu vou tratar com vocês aqui

00:13 hoje é e os ler versus e ler qual das

00:16 duas utilizar Antes de tudo eu peço que

00:18 você curta e compartilhe esse vídeo com

00:20 quem você acha que vai ser interessante

00:21 se você tiver no YouTube eu peço que

00:23 você se inscreva no canal e Ative o

00:25 Sininho para não perder nada tá bom

00:26 então antes de mais nada eu acho que a

00:29 gente deve diferenciar esses dois termos

00:31 né então o que que seria uma newsletters

00:33 anel Sério que é uma estratégia de

00:35 marketing que for utilizada muito um

00:37 tempo atrás hoje em dia ainda não é tão

00:40 utilizada mais isso não quer dizer que

00:42 um lugar resultado tá gente pelo

00:44 contrário exatamente por ter pouca gente

00:46 utilizando as vezes que dizer que não

00:48 vai dar mais resultado ainda tá bom que

00:49 seria neugier você nem que for traduzir

00:52 o termo né newsletter é como se fosse

00:55 carta de Notícias carta de novidades né

00:58 aqui no Brasil os marqueteiros

01:00 a máquina um boletim informativo Então

01:03 você já pensando em boletins

01:04 informativos e já pensa assim o que um

01:06 jornal né e o jornal gente como que

01:09 geralmente ele é geralmente ele é

01:10 sucinto e objetivo ele coloca as

01:13 notícias né tipo um resumo das notícias

01:16 manchetes nem e a Neuza ele também é

01:18 assim geralmente ela vai pegar um

01:20 compilado de notícias e vai colocar link

01:22 para pessoa aí para suas notícias

01:24 completas que na verdade não são

01:26 notícias vamos supor que são conteúdo

01:27 que você produziu durante aquele período

01:29 tava muito porque você faça uma

01:31 newsletter semanal E aí você coloca tudo

01:34 o que foi feito naquela semana os

01:37 tópicos para pessoa ir lá e entrar no

01:39 seu blog para ver o arquivo que você

01:40 postou entrar na sua rede social ver o

01:42 post que você fez a basicamente isso

01:45 então você concorda comigo aqui o jornal

01:47 ele precisa de período cidade por isso

01:49 que eu falei semanal né mas não precisa

01:51 de ser uma não tá gente vamos supor você

01:53 não faça tanto conteúdo ainda que você

01:55 tá no início então você pode

01:57 simplesmente fazer uma newsletter

01:59 quinzenal

02:00 oi Vanilda área mental tá você reúne

02:03 também todos os conteúdos não porque

02:04 você um artigo no blog por semana e: nas

02:09 redes sociais você pode juntar né esses

02:12 quatro artigos do mês e esses oito

02:14 pontos redes sociais e fazer uma

02:16 newsletter mensal importante traduzir né

02:19 para o seu coração realidade mas não

02:22 deixar de ter sua felicidade de ter essa

02:24 esse controle para ser como se fosse um

02:26 jornal mesmo outra coisa aqui importante

02:28 deixar claro na newsletter é que ela não

02:30 tem o objetivo de venda ela tem o

02:32 objetivo de informar tão não é

02:34 necessário colocar propaganda ao longo

02:35 dela Se você quiser por um banhozinho e

02:38 tal você até pode mas na verdade o

02:39 objetivo é o que levar tráfego para o

02:41 seu site da mais duas coisas para o seu

02:43 vídeo no YouTube mas é engajamento nas

02:47 suas redes sociais Então você não vai

02:48 fazer uma propaganda a pessoa ela pode

02:51 ver a propaganda se ela interessar pelo

02:53 seu produto e entrar no seu blog no seu

02:55 site enfim a partir disso né uma coisa

02:58 que é importante deixar claro aqui para

02:59 você

03:00 o conteúdo para você só meu Jéssica que

03:02 não neuzelia você pode colocar conteúdo

03:05 de terceiros por quê porque o importante

03:07 é ser útil para sua audiência então se

03:09 eu acho que um conteúdo de uma outra

03:10 pessoa vai ser bom para mim audiência eu

03:12 também posso colocar na minha neusner tá

03:14 Geralmente eu vou por o Google tem

03:16 vários estudos legais que eles colocam

03:18 poderia ser uma coisa que você coloca na

03:20 sua newsletter não tem problema nenhum

03:21 ali a gente eu acho até mais legal

03:24 porque ele mostra que você vai querer me

03:25 ajudar sua audiência sem querer levar só

03:28 o seu crédito para você tá mostra

03:30 conteúdo de outras pessoas também isso é

03:32 muito interessante né Às vezes até ajuda

03:34 numa questão de Network porque alguém

03:36 pode ver e você pode fazer uma amizade

03:37 uma parceria partir disso e outra coisa

03:40 que entra aqui também que eu acho

03:42 interessante falar a meus ler não a

03:44 mesma coisa do que e-mail marketing tem

03:46 gente que confunde esses dois termos e

03:48 antes de diferenciar me usar e daí ler

03:51 eu vou diferenciar a newsletter do

03:53 e-mail marketing Qual que é a diferença

03:55 bom para começar a maneira de capturar o

03:58 líder já é meio

04:00 Oi gente porque quer aumente a meus ler

04:02 ela fica tipo um gelzinho no seu site o

04:06 seu blog falando quer saber novidades

04:08 quer ficar por dentro das novidades

04:10 Coloque aqui seu e-mail não homem que a

04:12 gente vai se comunicar e geralmente o

04:15 e-mail marketing ele acontece através de

04:17 uma página de captura a pessoa se

04:19 interessou por um conteúdo seu por um

04:21 e-book por alguma outro tipo de material

04:23 rico outra iska digital e ela deixou o

04:25 nome e-mail tá naquele um conteúdo

04:27 específico já na newsletter da hora

04:29 queria saber as novidades mesmo que ia

04:31 ficar por dentro da sua Marca então aí

04:33 você já vê que são coisas diferentes

04:34 hora a gente que nada impede que eu

04:36 pegue o vídeos que vieram de uma página

04:38 de captura e começa e mandar meus velhos

04:40 até eles para ver se interessam mas eu

04:43 gosto de dizer que a principal diferença

04:45 na verdade está no objetivo porque a

04:48 Nilza ela tem o objetivo de informar de

04:50 trazer conteúdo útil de estreitar

04:52 relacionamento já o e-mail marketing por

04:56 mais que lhe possibilite um

04:57 relacionamento por mais que ele faça um

04:59 diálogo

05:00 o objetivo final dele vai estudando e a

05:02 Neuza ler não ela não tem esse peso da

05:04 venda não era uma coisa mais leve mas

05:06 mais divertida Tá bom mas informal mas

05:09 ele era Jéssica o que que é ele era bom

05:11 gente ela morre estratégia também de

05:13 marketing né que ela vem sendo utilizada

05:15 pouco ainda no Brasil é mais lá fora né

05:17 Se vocês procurarem vocês vão ver que

05:19 não tem quase conteúdo falando né Ela

05:21 também tem uma pegada Aparecida de

05:22 jornal você pode colocar data você pode

05:24 colocar edição montar um nome para sua e

05:27 ler né mas ela é mais intimista a

05:30 começar pelo nome pensa em 110 ele tem o

05:33 prefixo News que há de novidades e

05:35 notícias e ler de carta na caixa de

05:38 Notícias já era eu seria a mesma coisa

05:40 de ficar eletrônica carta por e-mail

05:43 então ser uma carta gente já pensa numa

05:46 coisa mais informar uma coisa mais tipo

05:48 de amigo para amigo certo a gente sempre

05:50 fala aqui na importância da humanização

05:52 da sua marca né E você humanizar a sua

05:55 empresa a empresa precisa ter uma cara

05:58 precisa ter voz né e g

06:00 e a gente aconselha que essa voz seja do

06:03 Empreendedor porque o empreendedor que

06:05 não tem ninguém que represente melhor a

06:07 empresa do que o dono dela né Eu gosto

06:09 muito de falar o quê que aí galera ele é

06:11 uma maneira de você harmonizar mais

06:12 ainda sua marca porque aí você o

06:14 empregador pode conversar com a pessoa

06:16 que a do outro lado né com seu

06:18 consumidor com o cliente com o público

06:21 em frente de uma maneira mais íntima

06:22 está falando do dia a dia dele dando

06:25 dicas mostrando um site que ele teve

06:28 durante todo o processo ali a gente só

06:30 um lá dentro que eu gostaria de fazer

06:32 sobre o tema tem um assunto que chama

06:34 marketing de diferenciação Se eu fosse

06:37 você eu dava uma procurada que há muito

06:38 interessante esse assunto tem um cara

06:41 chamado Pedro Superti que ele acha que a

06:42 maior autoridade no país que fala sobre

06:44 isso e vai te ajudar tanto brasileiras

06:47 Como produzir todo o seu conteúdo de

06:50 maneira mais humana Tá mas voltando para

06:53 parte da e ler aquilo de Love onde

 

06:55 começou a fazer a muito pouco tempo né

06:57 aqui gente a cara da nossa empresa

07:00 e Carmona que auxiliou né Então é ele

07:03 que é o guru da empresa tão toda ele era

07:06 ela tem um guru que é a pessoa que

07:08 representa aquela empresa né então nosso

07:10 caso é o Diego o Diego ele mostra

07:12 detalhes do dia a dia dele coisas que

07:14 ele vivenciou e sempre dá uma dica uma

07:17 lição um alguma coisa que ele considere

07:20 útil para o dia então é só uma coisa que

07:22 aconteceu na vida dele sempre tem uma

07:24 lição por trás disso né Faz pouco tempo

07:26 que a gente nesse ou ainda está em fase

07:27 de teste inclusive se você quiser saber

07:30 mais como é a nossa e ler se inscreve aí

07:33 vou deixar o link na descrição do vídeo

07:35 como YouTube se você tiver no Instagram

07:37 no Facebook pede que a gente manda por

07:39 Direct por inbox tá bom vai dar para

07:41 você aprender tanto um jeito que você

07:42 pode fazer a partir do que o Diego faz

07:44 como também dessa relação mais íntima

07:47 com o nosso civil com a nossa empresa

07:48 que tenho certeza que você vai adorar

07:50 são dicas maravilhosas que ele passa mas

07:52 é porque você acha que eu devo utilizar

07:54 bom a gente Depende muito da sua

07:55 realidade vamos por muitos

07:56 empreendedores eles usam as redes

07:58 sociais para se

08:00 e do público dele tá errado não é uma

08:03 excelente forma né somente vídeo que a

08:05 gente fala tanto que o vídeo conecta

08:06 muito mas por que não usar o e-mail

08:08 também para gerar essa conexão tem gente

08:11 que prefere ler tem gente que o e-mail

08:14 As pessoas olham todos os dias e meio

08:16 não vão te tirar do nada com uma rede

08:18 social que você pode acabar perdendo

08:19 pode acabar a rede social pode acabar

08:22 deixando de existir né como muitas que

08:23 já deixaram de existir Então uso também

08:26 o e-mail tente usar todas as formas

08:28 possíveis de estar perto da sua

08:29 audiência né então isso Acha que é muito

08:32 interessante também tem essa proximidade

08:34 de várias maneiras tem uma reler o Diego

08:37 inclusive que ele fala de um robozinho

08:38 que ele comprou lá em Orlando onde ele

08:40 mora né que ele faz a limpeza da casa

08:42 que eu não sou mostrador de pode em dia

08:44 tem aqui no Brasil também né mas ele

08:46 conta uma história bem interessante por

08:48 trás disso traz uma uma lição

08:50 maravilhosa que eu acho que você deveria

08:51 perder então se inscreve aí tá então ao

08:55 invés de mandar um resumo com os

08:57 principais conteúdos que você fez um

08:59 determinado período

09:00 o tamanho de uma história você cria uma

09:02 carta para mandar para sua audiência de

09:04 algum conteúdo também relevante para

09:06 estreitar relacionamento gerar mais

09:08 conexão Mas amor né que a gente sempre

09:11 fala aqui Jéssica Então qual das duas

09:13 opções eu utilizo bom gente não existe

09:16 uma melhor né Aí eu gosto de falar que o

09:19 marketing não é uma ciência exata que

09:20 existe uma resposta certa para cada um

09:22 vai funcionar melhor de um jeito elas

09:24 são estratégias bem diferente e eu acho

09:26 até que dá para utilizar as duas vamos

09:28 supor eu posso fazer uma e ler três

09:30 vezes por semana duas vezes por semana

09:32 cinco vezes na semana e depois eu li

09:34 todas e fazer uma newsletter com todas

09:37  elas juntas né eu posso usar essas duas

09:39 coisas juntos mas se eu fosse escolher

09:41 gente então acho que eu escolheria ele

09:43 era eu porque ele era como eu disse ela

09:44 já era mais essa conexão esse

09:47 relacionamento ela é uma carta de amigo

09:50 para amigo né então agora a gente está

09:52 numa época né que as pessoas elas não

09:55 querem mais conversar com máquinas com

09:56 empresas Elas não querem uma coisa

09:58 formal 1g

10:00 Se tem uma coisa mais ou menos na mais

10:02 aconchegante E aí leva traz tudo isso

10:04 que deu um Se fosse para mim escolher eu

10:06 escolhi escolheria a e ler mas a Neuza

10:09 era funciona para muitos negócios para

10:11 quem tem loja por exemplo a pessoa pode

10:13 fazer as novidades que chegaram a

10:16 coleção nova né promoção da da coleção

10:19 antiga então assim depende muito da sua

10:22 estratégia dos seus objetivos você pode

10:24 testar também né gente ver qual funciona

10:26 melhor para você tá bom por hoje é só eu

10:29 acho que deu para entender mais ou menos

10:30 a diferença entre mil série e ele era e

10:33 fica com você a decisão se usam uma se

10:36 usa as duas se não usa nenhuma isso é

10:39 você que vai decidir e mexer nos

10:41 comentários se você fizer o que você

10:43 achou e como deu boa no seu negócio tá

10:45 bom um beijo e até a próxima tchau

Saiba Como Usar o E-Mail Marketing Na Gestão De Relacionamento Com o Cliente

O E-Mail Marketing é uma estratégia excelente para o relacionamento com os clientes, independente do segmento de atuação ou do tamanho das empresas, principalmente quando utilizado adequadamente e com o auxílio de softwares de automação.

 

O envio de mensagens das marcas para os consumidores pelo e-mail já foi sinônimo de spam, já que antigamente as ações de comunicação eram mais intrusivas.

 

Hoje sabe-se que o e-mail marketing pode ser útil para estabelecer uma relação de confiança e proximidade com os clientes, entregando as mensagens certas, para as pessoas interessadas e nos momentos mais adequados para isso.

 

Saiba Como Usar o E-Mail Marketing Na Gestão De Relacionamento Com o Cliente

 

O E-mail é um canal de comunicação extremamente democrático, utilizado por pelo menos 92% dos adultos online, de acordo com pesquisas. Por isso, trata-se de um meio com ótimo potencial para ajudar os empreendimentos a crescerem no mercado. Ele possibilita aproximação com os consumidores e potenciais consumidores

 

O Que é E-Mail Marketing?

E-Mail Marketing é uma estratégia de Marketing Digital que estabelece a comunicação entre empresas e seus clientes ou clientes em potencial por e-mail.

 

As mensagens são enviadas de acordo com listas segmentadas, por meio de ferramentas de automação que facilitam o processo de personalização das mensagens. Alguns exemplos comuns de e-mail marketing são:

  • Divulgação de promoções e ofertas especiais;
  • Distribuição de conteúdos informativos, blog posts, e-books;
  • Confirmações de compras online;
  • Envio de newsletters mensais ou semanais.

 

O E-Mail Marketing já foi visto como uma versão digital das propagandas, geralmente enviadas por correspondência antes da popularização da internet. Na época, o e-mail era usado como um canal de comunicação em massa, e as mensagens enviadas quase nunca eram relevantes para os seus destinatários.

 

Por essa razão, o E-Mail Marketing já foi visto como uma forma de comunicação invasiva com os clientes. Entretanto, essas estratégias se mostram hoje uma forma eficiente de se comunicar com consumidores e estabelecer um relacionamento direto.

 

Por Que Utilizar o E-Mail Marketing?

A coleta de endereços de e-mail, planejamento de ações e disparo segmentado de mensagens são excelentes formas de estreitar o relacionamento com o público-alvo das empresas pelos seguintes motivos:

  • Grande alcance, em um canal que concentra ações online;
  • Alcance mais previsível, em comparação com redes sociais;
  • Formato flexível, que permite textos, imagens e até GIFs;
  • Possibilidade de alto retorno financeiro, com pouco investimento inicial.

 

Qual é o Papel Do E-Mail Marketing No Relacionamento Com Os Clientes?

O E-Mail Marketing vai muito além da simples divulgação de promoções e é bastante relevante para aproximar as empresas dos seus consumidores e potenciais consumidores.

 

Isso porque quando uma pessoa dá permissão para a empresa enviar e-mails para a sua caixa de entrada pessoal, significa também uma abertura para uma relação, com diálogo entre as partes. É como se a pessoa quisesse saber mais sobre a empresa.

 

Afinal, o e-mail é um canal de comunicação bastante pessoal, utilizada para o contato com familiares, amigos, além de ser uma ferramenta de trabalho e centralizar outros serviços online.

 

O E-Mail Marketing é uma estratégia que permite uma comunicação mais pessoal, com mais proximidade, e tem as seguintes funções:

  • Engajar potenciais clientes, com relacionamento constante, aumentando chances de compras;
  • Promover conteúdos do blog da empresa, aumentando acessos e visibilidade;
  • Nutrição e educação de leads (potenciais clientes) sobre o negócio;
  • Vender produtos ou serviços, divulgando promoções;
  • Manter contato em todas as etapas de relacionamento com os clientes;
  • Contribuir para a satisfação e experiência dos consumidores.

 

Que Tipos De E-mail As estratégias de E-Mail Marketing Precisam Conter?

O planejamento e execução de uma campanha de E-Mail Marketing de sucesso, que de fato desenvolva a gestão de relacionamento com os clientes, depende da compreensão sobre os principais tipos de e-mail que podem ser enviados pelas empresas, que podem ser de praticamente todos os setores de atuação. São eles:

 

Atualizações De Blog

Esse tipo de mensagem é enviada aos contatos informando a existência de novos conteúdos no blog ou site da empresa. É uma boa maneira de interagir mais com os leitores e conhecê-los melhor, usada bastante quando o contato acaba de se inscrever na lista de contatos do empreendimento.

 

Uma empresa especializada pode divulgar as postagens sobre forro de gesso acartonado, por exemplo, como uma forma de manter a lista ativa e o envio de e-mails frequente. Assim os interessados ficam informados sobre os conteúdos produzidos pela empresa, e aumentam as chances de eles realizarem compras ou contratações.

 

Newsletter

A Newsletter é bastante utilizada por E-Commerces (comércios eletrônicos) e blogs, com o envio de atualizações semanais ou mensais aos contatos. As mensagens costumam conter os principais posts dos blogs, além de notícias sobre a empresa e o mercado em que ela atua.

 

Para ser efetivo, o envio de Newsletter deve contar com uma identidade visual própria e conteúdos relevantes para as pessoas interessadas no contato com uma empresa que instala forro de PVC imitando madeira, por exemplo. Também é fundamental a inclusão de links para os leitores acessarem mais informações sobre os assuntos.

 

Convites Para Eventos

O E-Mail Marketing pode ser utilizado para a promoção de eventos que as empresas estejam organizando. Uma fabricante pode utilizam o E-Mail Marketing para a divulgação do lançamento de um novo modelo de secador de ar comprimido por refrigeração, por exemplo.

 

Nesses casos, é essencial que as empresas convençam os leitores da relevância dos eventos, apresentando os motivos para o comparecimento, que pode ser presencial ou online, com transmissões ao vivo.

 

Além disso, todas as informações relevantes necessárias devem estar incluídas, tanto para o comparecimento dos convidados (com data, hora, local, limite de participantes, e outras) quanto para promover o secador de ar comprimido.

 

E-mails De Nutrição De Leads

Ao monitorar as ações que a persona (personagem fictício que representa o perfil do comportamental do cliente ideal) realiza dentro do blog ou site, as empresas conseguem inseri-las em um fluxo de nutrição.

 

Isso se baseia no oferecimento de conteúdos relevantes e segmentados, que auxiliem o cliente a caminhar pelos estágios da jornada de compras, construindo uma posição clara sobre a importância dos investimentos no aluguel de tenda cristal 10×10 para eventos ao ar livre, por exemplo.

 

Ao identificar um grupo de contatos que se interessa pelo tema, a empresa consegue dar andamento no relacionamento de uma maneira mais direcionada, aumentando as probabilidades de que eles continuem em contato com a empresa.

 

Como Começar As Ações De E-Mail Marketing?

As empresas que estão começando a investir em ações de E-Mail Marketing para melhorar o relacionamento com os clientes precisam investir em uma ferramenta, um software que realize os disparos em massa.

 

Há uma ampla variedade de plataformas no mercado, desde as mais simples até as mais completas ferramentas de automação de E-Mail Marketing, mas quanto mais fácil e intuitiva foi a utilização, melhor para o desenvolvimento da estratégia.

 

A escolha do template ideal para as mensagens de uma empresa de locação de retroescavadeira, por exemplo, deve levar em consideração a importância do design responsivo (de fácil adaptação a qualquer resolução e tamanho de dispositivo), o uso de imagens e textos em harmonia e a simplicidade na disposição de conteúdos, visando deixá-los mais leves e fáceis de ler.

 

É de suma importância destacar que as empresas precisam construir uma lista de contatos própria, evitando o envio de mensagens em massa, o que pode resultar em penalização e até prejudicar a imagem da empresa.

 

Ao invés de contribuir para divulgar a disponibilidade de uma sala comercial compartilhada, por exemplo, quando compra uma lista de e-mails a empresa diminui a eficiência de suas estratégias.

 

Construir uma lista de e-mails de qualidade é fundamental. Para isso, uma ótima estratégia, e também uma das mais comuns, é incluir no blog da empresa um campo específico de cadastro para as pessoas interessadas em receber os conteúdos. Quanto mais simples for o processo de cadastro, menores as chances de o visitante desistir da assinatura.

 

Já com relação à segmentação dos contatos interessados em saber mais sobre para que serve um certificado de tacógrafo, para citar um exemplo de produto, pode ser feita de acordo com fatores como a localização, idade, ocupação, compras anteriores ou estágio na jornada de compra.

 

Por fim, para o sucesso das ações de E-Mail Marketing, com aproximação e melhoria no relacionamento entre empresas, consumidores e potenciais consumidores, é preciso conhecimentos técnicos e experiência na área.

 

Por isso é extremamente recomendável a contratação de uma equipe de marketing especializada, para o planejamento e execução das atividades garantindo mais qualidade e profissionalismo, que com certeza são percebidos pelo público.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

O que é uma newsletter e como ela pode ajudar na conversão de leads?

Com a tecnologia, as empresas multiplicaram as ferramentas de marketing capazes de alcançar o cliente. Redes sociais, e-mail marketing e SMS são apenas algumas das formas de converter leads e aumentar as vendas, mas as empresas precisam entender que o cliente não quer ser contatado apenas com a clara intenção de venda.

email message

Para criar um relacionamento mais duradouro e demonstrar que se preocupa com ele sem interesses, é necessário investir em marketing de conteúdo. E a newsletter é uma das ferramentas mais simples de se fazer isso. Quer saber o que é newsletter e como ela vai te ajudar na conversão de leads? Continue lendo!

O que é newsletter?

Também chamada de boletim informativo, a newsletter é uma publicação fixa da empresa para seus clientes e potenciais clientes. Assim como jornais e revistas, ela tem periodicidade, linha editorial, linha visual, etc. Pode ser enviada inclusive em formato de jornal, impressa, mas o mais comum é por meios eletrônicos, em especial, via e-mail.

Por ser mandada por e-mail, muitos a confundem com e-mail marketing. Diferentemente do e-mail marketing, a newsletter é mais focada em produção de conteúdo que em vendas. Seu objetivo não é ser uma mala direta para estampar promoções e novidades da marca, mas sim para trazer informações relevantes ao público que se interessa por assuntos relacionados à empresa.

Essa é outra característica exclusiva da newsletter. Ela não chega para pessoas aleatórias. Em geral, ela é entregue apenas para as pessoas que optaram por receber esse conteúdo da empresa, em geral ao preencherem seu cadastro em um formulário online.

Por serem direcionadas apenas para quem quer receber este tipo de material, as newsletters já começam em vantagem em relação ao e-mail marketing, sendo assim, é trabalho das empresas atender e até superar as expectativas dos clientes para não acabar caindo na famosa caixa de spam.

Como não se tornar spam?

Para manter o interesse dos clientes e potenciais clientes no conteúdo da newsletter é essencial que a empresa dedique tempo na criação de cada boletim. Independente de sua periodicidade, a newsletter precisa trazer novidades, ter uma linguagem clara e objetiva, com mensagens curtas e de fácil leitura.

O objetivo desse meio de comunicação é criar vínculos com o leitor, uma relação mais longa que, logo, é conquistada a longo prazo. Se a empresa quer ganhar conversões a curto prazo, não deve investir na newsletter. Se ela não oferecer nada de útil ao leitor, inevitavelmente acabará caindo na caixa de spam, sem trazer resultados nem a curto nem a longo prazo.

Trabalhe conteúdos que sejam interessantes, sem estender o assunto. O material precisa ser dinâmico, objetivo e criativo. Uma boa estratégia é segmentar as newsletters, criando conteúdos para nichos dentro do mercado da marca. Por exemplo, uma empresa de cosméticos pode direcionar um boletim sobre cuidados com mechas apenas para clientes que têm esse tipo de tinta no cabelo. Para isso, é essencial criar uma base de e-mails bem detalhada e utilizar boas ferramentas de automação.

Como saber se a estratégia está funcionando?

Para saber se a newsletter enviada está realmente sendo vista e bem recebida pelo seu público-alvo, existe uma série de métricas a serem analisadas. Em geral, a própria ferramenta de automação no envio de e-mails desse tipo entrega taxas de cliques, como a quantidade de pessoas que abriram o e-mail.

Se a taxa de rejeição for alta, você pode rever o que pode ter dado errado naquela newsletter (o título, o horário de envio, a segmentação escolhida) e reenviá-la com adaptações ou, pelo menos, levar o aprendizado para a criação de novas estratégias.

Por meio de ferramentas como o Google Anaytics, é possível analisar outras métricas importantes também para campanhas via e-mail, como as newsletters. Uma prática muito comum, por exemplo, é incluir no boletim links para conteúdos publicados recentemente no blog da empresa. É possível, então, determinar quais cliques de um post vieram por meio da newsletter nesse caso.

Como se destacar na caixa de entrada?

Por ser uma ferramenta ágil, barata e eficaz, cada vez mais empresas vêm usando a newsletter para ter um contato mais próximo com seus clientes. Mas como se destacar em meio a tantos e-mails recebidos todos os dias? O primeiro passo é criar um título atraente, sucinto e objetivo, que mostre claramente o que o cliente encontrará caso clique no seu e-mail. Hoje em dia é possível inserir até emoticons animados no título do e-mail, então não tem desculpa para não usar a criatividade nesse meio.

Tratar o cliente de forma única e especial, personalizando o conteúdo também gera muitos pontos para a empresa. Um jeito simples de fazer isso é colocando o nome de cada usuário no título da mensagem. Outra forma é inserindo um nome no e-mail de remetente e uma assinatura de alguém real da empresa. Os clientes se sentem muito mais atraídos quando conversam com alguém do que quando recebem um e-mail de naoresponda@lojavirtual.com, por exemplo.

Qual a periodicidade ideal?

Por ter um objetivo a longo prazo, os disparos de newsletter não precisam e nem podem ser muito frequentes. Empresas que mandam conteúdos novos diariamente a seus clientes acham que entregam newsletters, mas na verdade estão mandando spam.

Mesmo que o cliente tenha solicitado o envio da newsletter, ela deve ser enviada com parcimônia, de forma que o cliente tenha uma boa surpresa sempre que receber uma nova mensagem da marca em sua caixa. Newsletters semanais, quinzenais e até mensais tendem a ter mais eficácia que as com frequência mais curta.

Uma marca de roupas femininas, por exemplo, pode mandar uma newsletter mensal com as novidades da loja e opções de combinação de peças para sua cliente. Ela vai ficar muito mais interessada nos produtos do que se recebesse e-mail marketing diário com fotos de peças novas.

Como você viu, a newsletter é uma arma poderosa, mas apenas se for bem utilizada. Se o seu negócio for uma empresa que vende soluções de informática para executivos, por exemplo, não é interessante colocar emoticons de bonequinhas dançantes no título da sua newsletter. Já se você vender roupas para meninas adolescentes, essa linguagem pode alcançá-las de forma mais certeira.

O importante é adaptar a sua linguagem e saber que o cliente, antes de se tornar um lead para a sua empresa, é uma pessoa, com interesses, gostos e afins. Hoje em dia, a empresa que não valoriza a geração de conteúdo, perde uma oportunidade incrível de converter as pessoas em clientes fiéis.

Se você tem interesse em fazer marketing de conteúdo para a sua empresa, leia nosso artigo sobre a importância do conteúdo.

Fonte: Blog Lead Lovers