5 Estratégias de Marketing Para Vendas

A estratégia de marketing para vendas desempenha um papel fundamental no crescimento de qualquer negócio. No entanto, criar uma estratégia simplificada com foco em marketing para vendas pode ser assustador.

Desenvolver uma estratégia de “marketing para vendas” não é tão desafiador quanto parece. Existem muitas empresas por aí que desenvolveram e implementaram estratégias de vendas excelentes. Alguns dos nomes mais populares são HubSpot, Shopify, Apple e a lista continua.

Elaboramos um guia completo para mostrar como algumas das marcas mais reconhecidas aprimoraram suas atividades de marketing para vendas com estratégias inovadoras.

Exemplos de Estratégias de Marketing Para Vendas Para Aprender

Uma estratégia de marketing para vendas é um plano para ajudar os representantes de vendas a compreender os objetivos de negócios e desenvolver seu processo de vendas de acordo. Além disso, uma estratégia de marketing para vendas direcionada simplifica atividades como análise de concorrentes, pesquisa de mercado e posicionamento de produtos.

Aqui estão algumas estratégias de marketing para vendas e exemplos que podem ser úteis para empresas:

1. Marketing para Vendas Baseada em Valor

A venda baseada em valor é uma das estratégias de vendas mais utilizadas de todos os tempos. Uma marca que adota essa estratégia de vendas posiciona seus produtos e serviços com base no valor percebido. Com a venda baseada no valor, as marcas concentram-se no benefício e não no produto.

Prós

Se bem executados, os preços baseados no valor podem estabelecer um elevado valor de marca para as empresas. Essa estratégia de vendas conquista a confiança dos clientes por meio de uma forte proposta de valor e faz com que eles percebam que seu produto é de alta qualidade.

A venda baseada em valor pode ajudá-lo a obter margens de lucratividade mais altas. Para um produto com alto valor percebido, os clientes geralmente estão dispostos a pagar preços mais elevados. Assim, a possibilidade de atingir uma elevada margem de rentabilidade está sempre presente.

Quando um produto aborda os pontos fracos dos clientes e agrega valor, ele pode facilmente conectar-se com os clientes em um nível emocional. Conseqüentemente, a venda baseada em valor é capaz de aumentar a fidelidade do cliente.

Contras

A estratégia de vendas baseada em valor funciona apenas para mercados pequenos e específicos de nicho onde seu produto tem alta demanda. Se você tem como alvo um mercado amplo, esta pode não ser a estratégia certa.

Principalmente porque é difícil para os representantes de vendas interagir com todos os clientes do mercado amplo e oferecer benefícios personalizados.

Exemplo – Shopify

Shopify é uma das maiores plataformas de comércio eletrônico. Desde o início de sua jornada de vendas, o Shopify vem implementando com sucesso uma estratégia de marketing para vendas baseada em valor. Se você visitar o site do Shopify, notará como esta marca resumiu todo o valor que pode agregar aos clientes por meio de seus serviços.

2. Venda Social

A venda social é uma das abordagens de vendas mais emergentes.

Sob esta estratégia de vendas, as marcas interagem com seus clientes potenciais, cultivam relacionamentos e convertem clientes potenciais em qualificados por meio de plataformas de mídia social.

A venda social é uma nova abordagem ao networking moderno e à construção de relacionamentos. Ele pode substituir técnicas de vendas tradicionais, como ligações não solicitadas, e envolver os clientes potenciais em conversas significativas. LinkedIn, Twitter, Instagram e outras plataformas para praticar vendas sociais.

Prós

A venda social é uma prática excelente para startups em estágio inicial que ainda não possuem uma equipe de vendas forte. Além disso, novos empreendedores podem iniciar sua jornada de vendas sociais sozinhos, mesmo que não tenham uma equipe sólida para apoiá-los.

A maioria das plataformas de vendas sociais como LinkedIn, Twitter, Facebook e Instagram são gratuitas! Portanto, você pode iniciar sua estratégia básica de vendas sociais gratuitamente. No entanto, você pode precisar de planos premium ao abordar uma estratégia avançada de vendas sociais.

Uma estratégia robusta de vendas sociais apoiada por um forte conteúdo de mídia social pode ajudar as empresas por um longo tempo. A venda social permite que as empresas convertam suas mídias sociais em um mecanismo de geração de leads que pode produzir múltiplas oportunidades.

Contras

O crescimento social orgânico leva tempo. Portanto, pode não ser a estratégia de vendas certa para você se você está procurando crescimento e reconhecimento da noite para o dia.

Exemplo – Nike

A venda social não consiste apenas em persuadir os clientes em potencial a comprar de sua marca. Trata-se mais de usar a mídia social ao longo da jornada do usuário em potencial e navegá-lo pelos diferentes estágios do funil de vendas.

3. Venda Desafiadora

A estratégia de vendas desafiadora é uma abordagem de rápido crescimento que depende do cenário de vendas, do representante de vendas e do cliente-alvo. De acordo com essa estratégia de vendas, o representante de vendas precisa assumir total controle do processo de vendas e oferecer ao cliente um benefício personalizado para uma situação específica.

Um representante de vendas desafiador cria propositalmente tensão nas mentes dos clientes e os força a desenvolver uma nova perspectiva. Essa estratégia de vendas se concentra em resolver um problema estranho para os clientes potenciais. Esta metodologia de vendas é particularmente eficaz em ciclos de vendas B2B longos e complexos .

Prós

É a única estratégia de vendas que ajuda os clientes a desenvolver uma nova perspectiva sobre o seu produto e a resolver seus problemas com uma solução personalizada.

A estratégia de vendas desafiadora exige que os representantes de vendas realizem pesquisas aprofundadas sobre os clientes em potencial. Como resultado, os representantes de vendas podem compreender facilmente os fatores críticos de valor da marca e personalizar seu discurso de vendas.

Contras

Somente representantes de vendas experientes podem lidar com essa abordagem de vendas com confiança. No entanto, para novos representantes, pode ser uma metodologia de vendas desafiadora.

Exemplo – ConvertFlow

ConvertFlow é uma ferramenta de criação de funil para lojas de comércio eletrônico. Esta marca adotou uma estratégia de vendas desafiadora da seguinte forma:

O ConvertFlow aproveita ao máximo o conteúdo para responder a possíveis objeções. Os clientes-alvo do ConvertFlow são equipes de marketing de startups, grandes empresas e agências. Dessa forma, o conteúdo desta marca responde às dúvidas mais comuns desses grupos de clientes.

ConvertFlow usa modelos interativos para cada comprador-alvo. Além disso, o ConvertFlow convida clientes em potencial a experimentar a ferramenta gratuitamente para cada conteúdo. Como resultado, seu conteúdo é superrelevante e incentiva o público-alvo a agir por meio do conteúdo.

O site ConvertFlow tem muitos recursos úteis para impulsionar os leads através de diferentes estágios do funil. Além disso, esta marca possui um centro de conteúdo direcionado para todos os potenciais compradores e o conjunto certo de ferramentas para direcioná-los sem que se sintam sobrecarregados.

4. Aproveite ao máximo o conteúdo gerado pelo usuário (UGC)

O conteúdo gerado pelo usuário (também conhecido como UGC) é o conteúdo específico da marca criado pelos usuários e publicado em diferentes canais de mídia social, e-mails, páginas de destino, etc. O UGC pode ser de diferentes tipos, incluindo imagens, depoimentos, análises, vídeos, podcasts , etc.

O UGC pode vir de clientes, funcionários e fiéis. É útil em diferentes estágios da jornada do comprador. UGC de alta qualidade pode aumentar o engajamento e gerar conversões.

Prós

O UGC libera o tempo de suas equipes de marketing na criação de conteúdo. Ele permite que as marcas terceirizem conteúdo relevante dos usuários e se concentrem em outras áreas críticas de marketing.

O UGC pode causar um crescimento notável no alcance e no envolvimento de uma marca. Campanhas ativas de usuários no Facebook, Twitter, Instagram, etc. canais sociais geram muitas visualizações e convencem os usuários a realizar ações.

Contras

Nem todos os usuários concordarão com as mensagens da sua marca. Conseqüentemente, o UGC pode facilmente levar a comentários negativos de usuários em potencial.

Exemplo: GoPro

GoPro, uma das marcas líderes de equipamentos de vídeo, usa UGC há anos. O canal desta marca no YouTube apresenta vídeos criados apenas por seus clientes. Como resultado, alguns dos principais vídeos gerados por usuários adquiriram milhões de visualizações para esta marca no YouTube.

A GoPro levou o UGC a outro nível. Atualmente, esta marca organiza premiações e promove desafios fotográficos para incentivar os clientes a clicar em fotos criativas usando produtos GoPro.

5. Executando Campanhas de Remarketing Estratégico

Uma ótima estratégia de marketing para vendas, muitas vezes útil para estimular leads, é realizar campanhas de remarketing. O objetivo das campanhas de remarketing é alcançar as pessoas que já visitaram seu site e incentivá-las a concluir suas compras.

Prós

Os usuários percebem rapidamente os anúncios de remarketing porque já possuem algum conhecimento sobre a marca. Conseqüentemente, a taxa de cliques em anúncios de remarketing costuma ser mais alta, com maior potencial de geração de receita.

Campanhas de remarketing podem liberar tempo dos anunciantes. Em grande parte porque os anúncios de remarketing estão sujeitos a grupos de público conhecidos, os anunciantes não precisam gastar muito tempo descobrindo a personalidade do usuário dessas campanhas.

Contras

Os usuários podem ficar irritados ao ver repetidamente os mesmos anúncios de uma marca. Como resultado, a reputação da marca é afetada e pode levar à perda permanente de clientes.

Anúncios de remarketing repetitivos podem encorajar os usuários a instalar bloqueadores de anúncios. Isso pode afetar significativamente a receita geral de uma marca.

Exemplo – HubSpot

HubSpot é um nome vencedor quando se trata de campanhas de remarketing.

5 Estratégias de Marketing Para Vendas

Conclusão

A Internet está repleta de inúmeras estratégias de marketing para vendas. O que funciona para uma marca pode não funcionar necessariamente para outras. Portanto, é difícil identificar qual estratégia será adequada para cada situação.

Portanto, não importa qual estratégia de vendas você selecione na lista acima, certifique-se de que ela esteja alinhada com seu público-alvo e mercado. Além disso, você pode personalizar cada estratégia com base nos requisitos do seu negócio e torná-la sua.

Além disso, quando se trata de vendas, certifique-se de ter a pilha certa de ferramentas de vendas. Essas ferramentas de vendas podem simplificar a implementação de suas estratégias de marketing para vendas e cumprir suas metas de vendas.

Você está procurando uma ferramenta completa de automação de vendas em tempo real para ajudar sua equipe de vendas? Experimente a Leadlovers.

Fonte deste conteúdo

Site Salesken: 5 Sales & Marketing Strategies [+Examples] from Top Companies.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − três =