Qual estratégia tomar para fazer o seu e-commerce virar?

Uma das primeiras perguntas ao iniciar uma loja online é “Qual plataforma de e-commerce é melhor para o meu negócio?”.

 

É fácil iniciar uma loja online, mas o que a torna uma loja online de sucesso? É diferente, para alguém significa sucesso financeiro, para outro um hobby e experiência agradável, um terceiro pode se sentir bem-sucedido ao oferecer um bom atendimento aos clientes.

 

Pense no que é importante para você e o que você deseja alcançar ao iniciar sua própria loja virtual.

 

Escolha os produtos que você irá vender

Quando você se tornar um varejista eletrônico, primeiro deve decidir o que deseja vender on-line e garantir o acesso ao que vende.

 

Ao iniciar uma loja online, você também deve ter fornecedores que forneçam produtos ou materiais para o que você vai vender.

 

Além disso, você deve adquirir conhecimento de que o que você vende também está em demanda no mercado e você consegue definir isso por meio de uma análise de mercado.

 

Com uma análise de mercado real, você obtém informações valiosas que o ajudam a tomar melhores decisões e ajustar seu plano.

 

Comece sua análise de mercado escolhendo produtos ou uma área de produtos com potencial.

 

Isso significa que deve haver uma demanda por seus produtos específicos e também que deve haver margens sobre eles para que você possa realmente ganhar dinheiro.

 

Uma ferramenta que você pode usar para ver tendências no Google, ou seja, quais palavras ou produtos as pessoas estão procurando, é o Google Trends .

 

Os produtos que você vai vender online podem ser basicamente qualquer um. As lojas online vendem de tudo, desde roupas, móveis, instrumentos musicais, peças de reposição para carros, toldo para área externa, educação e tudo mais.

 

Independentemente do que você é apaixonado, certifique-se de que seu fornecedor é confiável.

 

Ao iniciar o e-commerce, é importante que você consiga entregar os produtos aos seus clientes da forma mais tranquila e rápida possível.

 

Crie um domínio customizado

Apesar de ser algo totalmente opcional, escolher começar com um domínio personalizado é muito mais profissional e passa credibilidade a seus potenciais clientes que chegam até sua loja virtual.

 

Se você escolher comprar um domínio, poderá personalizar seu URL para que seja de acordo com o nome da sua loja: “minhalojavirtual.com.br”, ao invés de conter o nome da sua loja e depois .wix ou .shop como algumas plataformas de criação disponibilizam.

 

Isso permite que, ao estruturar tudo, você possa criar estratégias de marketing sem se preocupar em ter que alterar o nome ou domínio do seu e-commerce, facilitando em muito na hora de investir em anúncios patrocinados.

 

O domínio personalizado também é um grande aliado na hora de oferecer produtos que tenham uma alta demanda, mas são bem específicos.

 

Por exemplo, uma loja virtual que fornece um tipo de rack aberto 40u para empresas de tecnologia que tenham servidores físicos.

 

Este tipo de loja virtual precisa de um domínio que faça sentido para que seus potenciais clientes encontrem o seu negócio ao pesquisarem online.

 

Lembre-se, toda a estratégia de vendas partirá da escolha de um nome e domínio alinhados com o que você disponibiliza.

 

Tema, soluções de pagamento, transporte e logística

Como parte importante do processo de construção de sua loja virtual, você precisará decidir como deseja instalar e configurar sua loja virtual.

 

Se seguir um bom processo na fase inicial, definir bem o seu público-alvo, mercado, posição de mercado e imagem competitiva, vai ter boas boas condições para fazer escolhas sábias quando se trata.

 

Por exemplo, de design e como você quer que seus visitantes e clientes percebam sua marca.

 

A grande maioria das plataformas do mercado oferecem a oportunidade de escolher diferentes tipos de modelos de design ou os chamados temas.

 

Lembrando que é importante escolher um tema que se adeque bem ao seu nicho e modelo de negócio, então se atente ao que você pretende vender.

 

Afinal, se você pretende vender produtos de escritório como uma estação de trabalho com divisória, precisa de um visual mais sério do que se vender roupas e sapatos, por exemplo.

 

Outras configurações essenciais que certamente são mais fáceis de alterar depois, mas que você já se beneficia de ter pensado no início.

 

Por exemplo, quais soluções de pagamento você deseja que seja pago e como você pode oferecer aos seus clientes boas condições mantendo os custos de envio e logística para baixo através de um contrato de transporte.

 

Invista em marketing para aumentar os resultados

O posicionamento de marca é extremamente necessário, ainda mais quando se trata de fornecer produtos para outras empresas, o famoso B2B (Business-to-Business), por exemplo, um e-commerce que vende peças para manutenção impressora laser.

 

Existem dois tipos de marketing digital: marketing pago e marketing gratuito. Não raramente, você pode usar um canal de marketing gratuitamente, mas também optar por pagar para obter resultados mais rápidos.

 

Muitos empreendedores subestimam o custo ou o tempo necessário para ter sucesso com o marketing digital antes de iniciar seu negócio de comércio eletrônico.

 

Dessa forma, as empresas simplesmente optam por pagar pelo marketing porque o marketing gratuito pode ser ineficaz, trabalhoso e demorado.

 

As estratégias de marketing são:

  • E-mail marketing;
  • Marketing de conteúdo;
  • Remarketing e retargeting;
  • Tráfego pago;
  • Conteúdo otimizado para SEO;
  • Posicionamento nas redes sociais.

 

Mesmo que ache que consegue promover o seu negócio por meio de canais gratuitos, não subestime o tempo que tem de investir para ter sucesso.

 

4 formas para aumentar os resultados com marketing

A coisa absolutamente mais importante para você ter sucesso com seu e-commerce é que você reserve tempo e dinheiro para o marketing.

 

Você pode ter o melhor produto do mundo, mas ninguém comprará seu produto se você não for bem-sucedido em ser visto em seu mercado.

 

Você deve em um estágio inicial definir uma estratégia não apenas para como pretende vender seus produtos ou serviços, mas ainda mais importante: como você deseja se comercializar?

 

1- Tenha presença nas redes sociais

Quando se fala em presença online, você com certeza pensa em redes sociais como o Facebook, Instagram e Tik Tok. Mas saiba que não basta entrar nessas redes sem um planejamento prévio.

 

Você precisa definir bem o tipo de linguagem que irá abordar e identidade visual adequada com o seu produto comercializado. Essa comunicação tem de ser bem alinhada para atingir seu público-alvo e tende a gerar mais engajamento,

 

Por se tratar de uma mídia mais visual, as redes sociais são perfeitas para anunciar produtos como uma laje treliçada unidirecional, pois os interessados precisam visualizar do que se trata o produto e ainda receber dicas de como utilizá-lo.

 

2- Conteúdo otimizado para SEO

A grande maioria das pessoas tendem a encontrar produtos e serviços através dos buscadores como o Google.

 

Portanto, os mecanismos de buscas se baseiam no volume de pesquisa para entregar as páginas mais “qualificadas” segundo o algoritmo.

 

Sendo assim, se você fornece produtos muito específicos como muro de vidro jateado, com certeza vai precisar investir em otimizar a sua página de vendas e descrição do seu produto dentro do e-commerce.

 

As técnicas de SEO (otimização de site nos motores de busca) é uma estratégia que requer tempo e constância, pois os termos de pesquisa e palavras-chave flutuam muito, portanto é necessário acompanhar de perto para ver resultados a longo prazo.

 

3- Acelere os resultados com tráfego pago

O tráfego pago é essencial para gerar resultados mais rápidos para o seu e-commerce, já que se trata de uma estratégia muito mais “direcionada” por conta do controle que as ferramentas de anúncio do Google Adwords e Facebook Ads disponibilizam.

 

As divulgações por meio dos anúncios tem capacidade de atingir o público que você definir como qualificado para o seu negócio, através da escolha de região, faixa etária, interação com produtos semelhantes e muito mais.

 

Sendo assim, mesmo que você forneça algo como um eliminador de gotas torre de resfriamento, que se trata de algo bem específico, o tráfego pago vai te ajudar a encontrar justamente aquele cliente que tem o perfil de compra para o seu produto.

 

4- Invista pesado em remarketing

Mesmo que seu e-commerce esteja bem estruturado, com preço bom e atraindo o público correto, não quer dizer que todos os usuários que visitarem sua loja irão comprar. Portanto, é preciso adotar estratégias de remarketing.

 

Existem várias formas de atingir os usuários com o remarketing, por exemplo, o e-mail marketing, rede de display em links patrocinados e até nas redes sociais.

 

O ponto-chave para ter um remarketing efetivo é entender como o público se conecta ao seu produto, eles estão procurando o produto para si ou para outros? Este produto é ligado a um serviço como o de manutenção de poços tubulares profundos?

 

Todos esses pontos são importantes para saber definir qual o melhor tipo de remarketing que irá ser mais relevante para o seu negócio.

 

Por fim, o processo de criação de um e-commerce precisa ser bem estruturado para dar certo e investir nas estratégias de marketing digital com certeza valem muito a pena para aumentar os resultados a curto e longo prazo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze + dezoito =