Facebook; Como utilizar a rede mais popular para realizar vendas?

Não é novidade que o Facebook é uma das redes sociais mais populares e interativas que existem atualmente.

 

Todos os dias milhões de pessoas se conectam e interagem na plataforma por meio de diversos posts criados e compartilhados.

 

Muitas pessoas usam ele como modo de vender seus produtos de forma digital, onde o seu banner de loja seria o seus posts e sua página, promovendo que mais pessoas conheçam e se interessem pelo que você tem a dizer.

 

Antes de entrarmos a fundo nesse assunto, vamos entender primeiro alguns pontos a se atentar antes de abrir de fato seu comércio no Facebook:

  • Defina bem o seu público-alvo;
  • Saiba se comunicar com o seu público;
  • Invista tempo para analisar os dados que obter;
  • Saiba como promover seu produto.

 

Abordaremos algumas estratégias que podem te incentivar a começar a empreender pelo Facebook, portanto se atente e anote as dicas.

 

01 – Conheça e defina o seu público-alvo

Seja do celular ou do seu computador novo, o Facebook está a um clique de distância e isso é um ponto extremamente positivo tanto para consumidores quanto para empreendedores.

 

O fácil acesso a plataforma faz com que o público esteja a todo momento descendo o seu feed para ser atualizado sobre novas postagens, normalmente de páginas e pessoas que ele segue.

 

Saber qual é o seu público-alvo te ajudará a definir um foco sobre os produtos que venderá, sobre suas postagens ou sobre como conversar com eles. É diferente vender lembrancinha de maternidade menino e uma impressora.

 

Informações básicas como sexo, idade e e classe social são importantes, mas além disso, é importante saber as coisas que eles gostam, qual horário preferem as postagens, quais são seus hábitos antes de comprar um produto, entre outros.

 

Quais os assuntos que costumam ver, quais livros e séries acompanham. Dessa forma, o perfil ou os perfis dos seus seguidores será mais palpável, fazendo com que possa analisar com mais efetividade as ações que tomará para conquistá-los.

 

Quando alguém curte a página, você tem acesso a dados demográficos e comportamentais, inclusive de estilo de comportamento.

 

O ideal é criar engajamento com seu público, incentivando-os a interagir com a página por meio de posts com perguntas, pedindo like caso goste e o compartilhamento. As postagens são seu cartão de visita pessoal.

 

02 – Saiba se comunicar com seu público

Tenha sempre em mente que, assim como você, seus clientes são humanos. Humanizar o atendimento é sempre uma boa alternativa para trazer o seu público para mais próximo dos seus interesses.

 

A maior divulgação que pode acontecer é o famoso boca a boca, ou seja, alguém que gostou do produto sempre acabará indicando para mais alguém, começando uma provável exponencial de seu produto no quesito de qualidade.

 

Promova interação entre seus seguidores e crie uma boa comunidade e um bom ambiente de troca de informações.

 

Incentive a comentarem sobre a qualidade do produto em seus posts oferecendo descontos para os que se aventurarem.

 

03 – Entenda e analise os dados de forma efetiva

Esteja vendendo mini hambúrguer artesanal ou um secador de cabelo, seu negócio não irá para frente caso não esteja se atentando e fazendo uma análise realista dos resultados obtidos pelos seus esforços.

 

Administrar uma rede social requer tempo e investimento, pois caso feito de forma errada o resultado pode ser o total oposto do que se busca.

 

Então saiba que será necessário dedicar um tempo diário para analisar as suas métricas e resultados.

 

Caso não tenha de tanto tempo disponível, uma alternativa é contratar agências especialistas em marketing digital.

 

Elas são responsáveis pelas postagens de sua página e manter o essencial em funcionamento, como o seu estoque.

 

Essas agências têm como função manter a sua página sempre em movimento, postando publicações do interesse de seu consumidor, engajando a comunidade e respondendo comentários e feedbacks.

 

Logicamente essa opção fará com que uma certa quantidade de dinheiro seja desembolsada, mas não fazer de forma correta pode acarretar em perda de dinheiro, sendo com toda certeza uma das melhores alternativas ao seu dispor.

 

04 – Invista na divulgação

Sempre esteja por dentro de quem está comprando, deixando de comprar, comentando, compartilhando, o quanto está engajado pelo seu produto, seja ele um tradicional bolo caseiro ou uma webcam.

 

Use e abuse dos stories e publicações, porém, pode ser que apenas eles não sejam o suficiente. Uma alternativa é utilizar o Facebook Ads, um recurso de criação de campanhas para os seguidores da rede.

 

Esse recurso possui diversas alternativas de propagandas, deixando a escolha para você, empreendedor, o quanto irá investir nas ferramentas, aumentando assim o alcance de seus produtos.

 

Também é importante saber sobre as propagandas pagas do Facebook, já que elas sempre te darão um retorno pela quantidade de pessoas que as assistem.

 

O Facebook também te disponibiliza uma ferramenta para te ajudar a analisar a sua loja virtual, que é o Facebook Insights.

 

Por meio dela é possível visualizar o alcance e engajamento de suas campanhas, podendo inclusive exportar os dados para Excel.

 

Como empreendedor, sempre lance campanhas promocionais através das ferramentas já citadas e compare os dados, variando as épocas e períodos para saber quais estão tendo retorno positivo e quais não estão.

 

05 – Passo a Passo

Doces finos para festas, cadeiras gamer, serviços, independente do produto que vá comercializar via Facebook, de nada adianta se não der o primeiro passo.

 

Entenda agora como iniciar a sua própria loja dentro da plataforma.

 

Primeiro passo: criar sua página

É bastante simples e dificilmente levará mais do que 5 minutos.

 

Após realizar login, no painel superior direito, vá na opção “criar” e selecione “página”. Logo em seguida escolha qual tipo de página será, ou seja, se será relacionada a alguma figura pública ou a negócios.

 

Pense bastante antes de criar porque as estratégias de marketing e o retorno podem ser diferentes dependendo da sua escolha.

 

Lembre-se que o nome da página é sua identidade no Facebook. Pode colocar o seu próprio nome ou criar um que tenha relação com os produtos vendidos.

 

Exemplo: vendendo chocolate, uma sugestão de nome da loja é colher de chocolate.

 

Escolha o nome da página e defina sua categoria, que nada mais é do que dizer se é um restaurante, loja de roupas, eletrônicos, entre outros.

 

Dependendo da categoria, serão necessárias mais informações para prosseguir.

 

Adicione foto de perfil e capa e sua página estará pronta.

 

Segundo passo: configure a sua loja

Como já dito anteriormente, o Facebook permite vender produtos dentro da própria plataforma, criando um ambiente mais fácil tanto para quem vende quanto para quem compra.

 

Vá até “configurações” e clique na aba “modelos e guias”. Além de poder mudar e editar as guias serão mostradas na sua página, ao final da lista, clique na opção “adicionar guia” e selecione “loja”.

 

Leia os Termos e Políticas do Vendedor para saber sobre tudo que pode ou não fazer no Facebook.

 

E para finalizar, decida se os consumidores irão finalizar sua compra por meio do próprio Facebook ou em algum site externo.

 

Terceiro passo: decida como serão suas vendas

A partir desse ponto, você deve fazer a escolha baseado no que leu neste artigo e em pesquisas externas.

 

Portanto, escolha entre vender na própria plataforma ou por alguma plataforma e-commerce.

 

Ao vender pelo Facebook, além de todas as vantagens já citadas, é interessante mensurar o quanto quer vender inicialmente.

 

É possível criar catálogos para organizar seus produtos de forma mais atrativa também.

 

É importante citar que, no caso de vender por Facebook, será necessário um pouco mais de tempo já que terá de gerenciar seus produtos manualmente, ou seja, quanto mais produtos mais tempo precisará para se organizar.

 

Agora, caso prefira vender no Facebook por meio de outra plataforma e-commerce, o processo é mais rápido e otimizado, garantindo que economize mais do seu tempo.

 

O alcance de sua marca, por intermédio do e-commerce, pode também aumentar, pois poderá se expandir e vender para diversos outros locais como Pinterest, Amazon ou blogs.

 

A grande desvantagem é que terá de arcar com alguns gastos e taxas impostos pelo Facebook para vender dentro da plataforma, pois uma pequena comissão será retirada para o site a cada venda que fizer.

 

Quanto a outros detalhes, já abordamos no decorrer do artigo e é bastante pessoal a forma como abordará suas vendas.

 

As estratégias de marketing da sua loja dependerão de você. Seja criativo e venda seus produtos de forma irresistível. Lembre-se de planejar bem quais produtos venderá em sua loja.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + dezoito =