Vender para um público mais velho: o que você precisa saber?

Marketing é uma atividade, um conjunto de instituições e processos usados ​​para criar, comunicar, entregar e vender produtos de valor para consumidores, clientes, parceiros e sociedade em geral.

Enquanto a assessoria de marketing abrange a sociedade como um todo, as promoções e estratégias são voltadas principalmente para as novas gerações, que já nasceram em um desenvolvimento totalmente digital.

Isso é ainda mais visível nas campanhas de marketing para o tratamento com remédio homeopático para nascimento dos dentes.

No entanto, uma pequena porcentagem das campanhas envolve pessoas mais velhas e, quando focadas nelas, tendem a ser ultrapassadas e estereotipadas.

Claro que as inovações são passadas primeiro para as gerações mais jovens, mas acabam chegando às partes mais tradicionais. Portanto, estratégias para incluir os maiores de 65 anos devem ser consideradas.

Eles estão migrando exponencialmente para os meios digitais, estão trabalhando cada vez mais horas e se mantendo ativos. A noção de avós que apenas ficam em casa e fazem seus trabalhos diários está desatualizada.

Afinal, é muito comum ver idosos já fazendo pesquisas na internet, utilizando as redes sociais e aplicativos de mensagem instantânea e até procurando comprar persiana de madeira sob medida para a decoração de casa.

São inúmeras as razões para investir em marketing sênior, por isso, neste artigo, serão apresentadas algumas razões para focar neste tipo de público.

Qual é o público sênior?

Os telespectadores idosos são pessoas com mais de 60 anos. Esses consumidores estão recebendo mais atenção das grandes marcas, pois o aumento da expectativa de vida faz com que essas pessoas passem mais tempo.

Além disso, possuem vida financeira estável e poder de compra superior ao dos millennials, que são sinônimo da geração pós-80 e são o foco da maioria das empresas.

O público sénior já é bem ativo na internet e utilizam ela para diversos fins, até mesmo quando buscam serviços de oficina mecânica completa ou outros tipos para solucionar seus problemas.

Então, fica a critério deles adquirir um produto ou qualquer outro serviço. No entanto, as instituições que mais lucram com isso são:

  • Redes de supermercados;
  • Redes de farmácias;
  • Varejões e hortifrutis;
  • Feiras livres e padarias.

Mesmo assim, eles se parecem com outros consumidores com características muito semelhantes.

Os idosos não gostam da mesma experiência em lojas físicas, como aglomeração, filas e atendimento ruim. Eles também evitam lugares com escadas e sem lugar para descansar.

E assim como as pessoas de outras faixas etárias, os consumidores mais velhos compram produtos pela internet. Portanto, não devem ser considerados analfabetos digitais.

Eles sabem que com a internet podem comprar produtos diretamente das fábricas de capa de vestido de noiva e/ou lojas de produtos dos mais variados tipos.

Diante disso, é extremamente necessário que as empresas criem conteúdos voltados para pessoas com mais de 60 anos e, assim, possam oferecer seus produtos e serviços para uma parcela maior de pessoas.

A importância de investir no público sênior

Assim como nas estratégias comuns de marketing digital, o foco na criação de conteúdo para seu público-alvo é importante para consumidores com mais de 60 anos.

Portanto, são pessoas que, além de terem capacidade econômica superior, constituem um grande percentual da população.

Portanto, para uma empresa fabricante disco de corte pequeno e várias outras empresas, eles têm renda e poder de compra superiores, e são muito adequados para comercialização.

Além disso, eles contam cada vez mais com as redes sociais para pesquisar o que querem comprar na internet e optam por comprar online.

Para eles, a internet representa uma forma de se fortalecerem, se manterem ativos e se conectarem com o mundo. Eles adoram se conectar com sua família e descobrir grandes negócios.

Por terem uma renda considerável, são um público cada vez mais ativo no mercado, portanto, é extremamente importante que as marcas invistam em campanhas de marketing voltadas para a demografia sênior.

Dicas de marketing para a terceira idade

Nesse momento, a mídia é dominada pelos jovens, tanto em termos de produtos quanto no tipo de cultura que está sendo produzida.

Isso significa que muitos anúncios também são desenvolvidos para esses públicos, principalmente na internet.

No entanto, isso não significa que não possa ser comercializado para adultos mais velhos. Pelo contrário, esse público ainda é muito importante para muitos negócios.

Dependendo do tipo de produto que está vendendo, seja um jazigo 3 gavetas ou itens de decoração, o grupo demográfico mais velho constituirá a maior parte do seu público-alvo.

Como a expectativa de vida aumenta a cada ano, espera-se que esse grupo também cresça com o tempo. Então, para garantir que eles entrem na sua lista de clientes, é necessário adaptar o processo de marketing para acomodar esses públicos.

Para auxiliar neste quesito, algumas dicas a seguir farão total diferença na hora de abordar as campanhas de marketing de qualquer negócio, desde uma campanha para vender cantoneira reforçada 2 furos ou outros tipos de produtos e serviços.

1. Tenha uma comunicação objetiva e clara

Uma das principais preocupações dos idosos com a mídia atual é justamente a velocidade da informação. Muitas imagens, cenas e textos são lançados simultaneamente, sempre com reviravoltas e irrealistas. É divertido e atrai alguns grupos, mas não tanto para os idosos.

Se pretende atrair pessoas mais velhas para a loja e para produto para limpeza de piso industrial, por exemplo,  a melhor forma é criar uma publicidade direta, simples e eficaz.

Explique tudo o que pode fazer por eles e como a empresa pretende prestar o serviço sempre incluindo detalhes relevantes para a decisão de compra. Honestidade é a qualidade que o público admira.

2. Faça um bom estudo de persona

Como seria feito com qualquer grupo, o marketing para idosos requer o desenvolvimento de uma persona, uma que resuma consistentemente as principais características do público-alvo.

Ao usar essa persona como guia de campanha, será possível alcançar mais chances de atingir o público ideal e fechar mais negócios.

No entanto, os adultos mais velhos também são um grupo diverso que inclui muitas outras características que podem ser relevantes para a sua orientação.

Ao desenvolver suas personas, lembre de incluir outros detalhes, como sexo, localização e poder de compra, para destacar ainda mais os grupos que deseja alcançar e otimizar suas campanhas. Quanto mais dados do cliente estiver, melhor.

3. Trabalhe a confiança na marca

Em muitas empresas, não é incomum ver clientes tomando decisões de compra impulsivas sem pensar nelas.

Alguns produtos, principalmente os de menor custo, utilizam isso como parte de sua estratégia de vendas.

No entanto, quando se fala de pessoas mais velhas, muitas vezes isso não é tão eficaz, porque a mentalidade desse público é muito diferente.

O segredo é pensar a longo prazo, construir pacientemente a lealdade do cliente e construir a confiança em sua marca.

Esse tipo de cliente costuma ser muito exigente, mas a partir do momento que desenvolver um relacionamento positivo com ele, será muito mais fácil fechar negócios no futuro.

4. Escolha bem os canais de comunicação

Ao contrário do que alguns possam pensar, o marketing para a terceira idade não se limita a rádios e jornais.

Redes sociais, mensagens de texto e outros canais são amplamente utilizados por pessoas mais velhas. À medida que a população geral envelhece, espere que mais pessoas com mais de 60 anos trabalhem com tecnologia.

No entanto, isso não significa que todos os canais sejam mais adequados para cada faixa etária. Alguns ainda se saem melhor usando meios de comunicação mais tradicionais, enquanto outros se adaptam ao mundo digital e à intensidade da comunicação moderna.

Se a empresa deseja encontrar os clientes certos, precisa escolher os canais que eles mais usam e assim montar uma estratégia condizente com a linguagem daquela rede.

5. Preste na linguagem usada

Outra diferença fundamental entre gerações de consumidores é como cada um se comunica.

A linguagem jovem, com suas gírias, códigos e memes famosos, nem sempre é a melhor maneira de lidar com pessoas mais velhas. É preciso usar uma linguagem que corresponda à realidade deles.

Claro, que não precisa começar a falar como um escritor de clássicos. Mantenha-o simples, escolha palavras que sejam significativas para uma determinada geração. Expressões que fazem sentido hoje, mesmo estrangeiras, podem não ser tão simples de entender.

6. Tenha um bom time de atendimento

Muitos consumidores estão mudando de telefonemas e ajuda pessoal para bate-papo online e redes sociais.

Na verdade, essas são formas mais eficazes de manter contato com o público, mas alguns clientes mais antigos ainda preferem formas mais tradicionais de tirar suas dúvidas.

Por isso, a equipe de atendimento também deve estar preparada para atender esse público específico, desde a linguagem até os procedimentos mais adequados.

O treinamento para lidar com esses clientes certamente ajudará a equipe a capturá-los e aumentar a lucratividade de sua empresa.

Considerações finais

O público jovem é atraído por diversos negócios, mas essas empresas precisam entender as pessoas com mais de 60 anos, pois elas se tornam mais conectadas e, geralmente, gastam mais.

Portanto, o segredo do sucesso nos negócios é cultivar relacionamentos com essas pessoas agora para aproveitar as oportunidades que a próxima geração trará.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 comentário em “Vender para um público mais velho: o que você precisa saber?”

  1. Pingback: Comunicação com clientes: 6 dicas para melhorar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − três =