Call-To-Action o que é? E como utilizá-lo em uma estratégia de e-commerce?

O Call-To-Action, ou CTA, é um elemento importante do marketing no que tange ações estratégicas. Trata-se de um tipo de conteúdo formativo que chama a atenção do usuário, levando-o a realizar uma ação que seja do desejo da sua empresa.

 

Isso pode ter os mais variados fins, como:

  • Fazer uma inscrição;
  • Baixar algum conteúdo;
  • Acessar o blog da empresa;
  • Ser direcionado para as redes sociais.

 

Independente dos motivos que o levam a fazer o CTA, é importante ter em mente que este tipo de estratégia é fundamental para levar seus consumidores exatamente onde você quer que eles estejam.

 

Se você quer apresentar uma promoção de judogi adidas, pode aproveitar o conceito de CTA para explorar novas possibilidades de anúncio.

 

Call-To-Action o que é? E como utilizá-lo em uma estratégia de e-commerce?
Pessoas vetor criado por pch.vector – br.freepik.com

 

Por isso, é comum a criação de landing pages, páginas criadas especialmente para um determinado fim, que normalmente são encontradas pelo cliente depois de ele responder um chamado à ação.

 

O conceito AIDA

Os princípios do CTA são atribuídos a um poderoso conceito de marketing, conhecido como AIDA.

 

Este modelo de estrutura tem sido sempre utilizado por equipes de marketing buscando uma maior compreensão no comportamento do consumidor. Seu conteúdo é dividido entre quatro principais elementos: Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

 

Atenção

Embora muitos empreendedores acreditam que o produto que oferecem é mais do que o suficiente para atrair a atenção de seu público, seja pela qualidade ou preço que ele oferece, este conceito é ultrapassado e errado.

 

A atenção do cliente é algo que deve ser conquistado, e que tem se tornado cada vez mais difícil nos dias de hoje. Isso porque os avanços da tecnologia e o poder de pesquisa acabaram mudando a forma como o consumidor reage.

 

O perfil do consumidor se tornou muito mais exigente, solicitando um conteúdo muito mais personalizado para atrair sua atenção. Para você começar a compreender melhor estes conceitos e saber como e quando agir, o ideal é começar a estudar seu público.

 

O primeiro ponto que você deve ter atenção é na criação do público-alvo. Este conceito une um grupo de pessoas com desejos e interesses em comum, muitas vezes ligado ao seu e-commerce de confecção de uniformes.

 

Dessa forma, é possível delimitar melhor as pessoas que deseja alcançar, criando um conteúdo mais adequado e que chame a atenção dos clientes.

 

Interesse

Uma vez que você atraiu a atenção do usuário, é dado o momento de gerar interesse no seu conteúdo. Esse tipo de conceito pode ser bem desafiador se o produto ou serviço não tiver nenhum atrativo imediato.

 

Por isso, é importante trabalhar a criatividade e imaginar formas de atrair o interesse de seus futuros clientes para o material que você está desenvolvendo.

 

Quanto mais você conseguir apresentar seu produto como algo inovador e interessante, maiores as chances de conversão.

 

Antes de pensar em disponibilizar o contrato de prestação de serviços motoboy, você deve pensar em formas de atrair o interesse de seu público nesse tipo de serviço.

 

Portanto, este é o momento de criar um conteúdo direto e objetivo, e é um dos principais pontos de esta metodologia ser relacionada ao CTA. Isso porque é preciso criar um material relevante e chamativo de forma simples, sem forçar seu conteúdo nos clientes.

 

Dessa forma, você consegue escolher os melhores canais e melhores formatos de engajamento, criando um ambiente adequado para fortalecer suas vendas junto aos leads interessados no seu conteúdo.

 

Desejo

Agora que você já possui a atenção e o interesse do cliente, ele está pronto para ouvir o que você tem a dizer. Entretanto, ainda não existem certezas neste momento. Isso porque o interesse vem carregado de dúvidas que o impedem de agir.

 

Por isso, quanto mais você pensar em formas de engajamento e de estimular o consumidor, mais próximo ele estará de desejar o produto ou serviço que você tem a oferecer.

 

Quando o cliente decide que quer ter este item, trata-se de um momento de mudança.

 

Seguindo o exemplo anterior, seus consumidores estarão com o desejo de possuir um serviço de motoboy para delivery. Aqui é o momento de destacar todas as vantagens do seu produto ou serviço.

 

Mostre para o cliente que ele só tem a ganhar se tornando um consumidor de sua marca, para gerar uma sensação de que a coisa certa a se fazer é iniciar um relacionamento com sua empresa.

 

Assim, seu estabelecimento conseguirá engajar-se de maneira muito mais adequada, e conseguirá levar o cliente para o último passo.

 

Ação

Este é o principal momento pelo qual uma chamada para ação é preparada. Vale lembrar que, embora seja uma das possibilidades, a ação não se restringe a venda de um produto. O termo ação identifica qualquer atitude que você deseja que o cliente tome.

 

Isso significa registrar-se em seu site, fazer um download de um material sobre como fazer doces finos para festa infantil, além de uma série de outras atividades.

 

O importante é você ter definido seu objetivo para a estratégia e alcançá-lo com a última etapa do cliente.

 

Uma estratégia muito comum para e-commerces é a possibilidade de oferecer o dinheiro de volta depois de um período de testes do produto, o que aumenta a confiança do consumidor em tomar a ação de compra. Essa função é muito utilizada para conseguir conversões.

 

Como fazer um CTA de sucesso?

Tão importante quanto compreender os conceitos e como um Call-To-Action é feito, é crucial saber como utilizar esta técnica da melhor forma possível para alcançar clientes para um e-commerce.

 

Afinal, o CTA tem um enorme potencial de conversão, mas deve ser feito com sabedoria.

 

1 – Definindo sua persona

Antes de compreender como você pretende utilizar o CTA, é preciso que você entenda como atingir seu público. O público-alvo já é uma boa ajuda, mas é um conceito muito amplo e genérico.

 

Para atrair corretamente seus seguidores, o ideal é que você utilize as personas, que são idealizações de consumidores, criados de forma a terem uma vida própria.

 

Seu cliente ideal tem o desejo de consumir um bolo de aniversário masculino? O que ele faz nas horas livres? Esse e outros questionamentos ajudam muito na hora de definir seu plano de ação.

 

Quando você está montando sua persona, o ideal é dar a maior quantidade de detalhes possíveis para conseguir explorar seus resultados.

 

Nome, sobrenomes, gostos, dúvidas e anseios, hobbies e até mesmo traços psicológicos são importantes.

 

Com a sua persona definida, você pode testar seus chamados à ação e identificar se eles estão atingindo os gatilhos certos para que o cliente dê sequência a jornada de compra e consiga se engajar melhor com a sua empresa.

 

2 – Identifique a posição do funil a ser explorada

As ações de Call-To-Action podem ser utilizadas em diversas etapas durante a jornada de compras do cliente. Para garantir os melhores resultados possíveis, é preciso identificar o público de qual momento do funil de vendas quer alcançar.

 

Dessa forma, você conseguirá utilizar o CTA de forma assertiva, falando diretamente com uma determinada parte de seu público, que conseguirá verificar as vantagens da ação e iniciará o contato.

 

Se o cliente já deseja comprar um creme para rosto em seu e-commerce, é possível que ele já esteja em uma etapa mais avançada do funil.

 

Agora, se você pretende usar no começo do funil, o ideal é apresentar um conteúdo diferenciado ou gratuito para conseguir transformar os visitantes em leads.

 

Já no meio do funil, é interessante utilizar o CTA para conseguir aprimorar as informações que ele já possui.

 

Se você pretende utilizar um convite para a compra, o ideal é que as pessoas que encontrem este CTA já estejam engajadas em uma negociação. Do contrário, você acabará perdendo a oportunidade de criar um vínculo maior com os clientes.

 

3 – Crie um ambiente disruptivo

Normalmente, quando falamos em criação de sites e de páginas na internet, a ideia é que todo o design faça sentido, que você utilize ferramentas minimalistas e cores que não agridam visualmente. Para um Call-to-Action, deve-se fazer o oposto.

 

O objetivo é que a chamada se destaque de seu site, e que a atenção do consumidor seja atraída imediatamente. Para que este efeito tenha funcionalidade, é necessário que o conteúdo destoa completamente do resto do site.

 

Crie um destaque forte sobre escova de cabelo para bebê, se este é o item que deseja vender. Utilize cores vibrantes, fontes fortes e chapadas e imagens de destaque para conseguir atrair a atenção dos clientes.

 

Também é ideal que este item esteja em um ambiente de ampla visibilidade.

 

Um chamado à ação pode nunca ser encontrado se ficar no final da página de seu site. Você deve encaixá-lo em um local de destaque, como no topo ou na lateral.

 

Considerações finais

Utilizar o Call-To-Action pode ser uma excelente maneira de destacar um conteúdo que você julga necessário para o cliente, e existem diversas funcionalidades com esta ferramenta.

 

É importante que você saiba quando e como usá-la, para atingir resultados satisfatórios.

 

Quanto mais seu e-commerce explorar os conceitos do marketing digital, estará melhor preparando o seu site para um melhor engajamento e mais vendas em seu e-commerce.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =