Vale a Pena Fazer um Conteúdo Pago para Conquistar um Público Específico?

A produção de conteúdo em si é necessária para melhorar a autoridade de uma empresa e atrair clientes para ela. Por esse motivo, o conteúdo pago também é importante para promover a sua marca na internet.

 

Dentro do marketing digital, um negócio pode fazer o uso de diferentes estratégias dentro de sua realidade, todas direcionadas, alinhando os objetivos dela e as necessidades de seu público-alvo.

 

Existem as estratégias pagas e as orgânicas, sendo que estas últimas são as que mais cresceram e estão em alta entre as marcas.

 

Os conteúdos orgânicos são mais elaborados e baseados na ideia de oferecer ao consumidor uma moeda de troca. Também são trabalhados em cima das necessidades do consumidor, usando os recursos que a empresa tem.

 

Vale a Pena Fazer um Conteúdo Pago para Conquistar um Público Específico?
Foto de Luis Quintero no Pexels

 

No entanto, eles levam algum tempo para trazer resultados, e até lá, a marca precisa continuar impactando seu público-alvo de alguma forma. É aqui que entram as mídias pagas.

 

Elas ajudam a ganhar tempo enquanto as estratégias orgânicas crescem e ocupam o seu lugar . Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar a importância dos conteúdos em geral, como funciona o conteúdo pago, quando deve ser usado e seus benefícios. Acompanhe!

 

A Importância dos Bons Conteúdos

O foco da produção de conteúdos não é promover a marca ou o que ela vende, mas sim, levar conhecimento para o público-alvo.

 

Todo material produzido dentro dessa estratégia visa pautar assuntos de interesse dos usuários. Mesmo que ele não esclareça uma dúvida pontual, é uma fonte de informação que agrega valor à marca e educa o visitante.

 

Se uma pessoa busca informações a respeito de creme para tirar manchas do rosto, ela quer encontrar a solução para um problema. Este, então, deve ser o foco da estratégia de uma fabricante desse cosmético.

 

É assim que ela vai conquistar a confiança daquele usuário e aumentar as chances de ele se tornar um (potencial cliente), que futuramente poderá ser convertido em cliente.

 

O segredo do sucesso do marketing de conteúdo está no fato de que ele não apela para a compra.
Seu foco é informar o público-alvo sobre assuntos relacionados à empresa, e a qualidade dos materiais produzidos é o que vai atrair pessoas para o site ou blog da companhia.

 

Só que para que eles sejam relevantes, é preciso conhecer a fundo o público, o negócio e as demandas do mercado.

 

O marketing de conteúdo promove o site ou blog da marca, mas também outros canais que ela utilize, como no caso das redes sociais. Isso porque os materiais podem assumir diferentes formatos, como:

  • Textos;
  • Vídeos;
  • Áudios;
  • Infográficos;
  • Imagens.

 

Quando uma fabricante de creme para cabelo cacheado produz um conteúdo relevante e compartilha nas redes sociais, como o Facebook, rapidamente um número considerável de pessoas são atingidas por ele.

 

Isso aumenta a quantidade de seguidores, as curtidas e, consequentemente, melhora o engajamento do público. Sem falar no fato de que os próprios seguidores podem compartilhar esses materiais em seus perfis, levando-os até outras pessoas.

 

A finalidade do marketing de conteúdo é atrair pessoas para o site da empresa, mas esse processo também pode ser traduzido como atração de leads.

 

Leads são pessoas que em algum momento manifestam interesse no que a sua marca vende. Eles demonstram estar interessados quando realizam alguma ação na página, como o preenchimento de um formulário de contato.

 

No entanto, para que eles forneçam algum dado, a empresa, como no caso de uma escola de aula de violão infantil, deve oferecer algo em troca, que nada mais é do que um conteúdo de valor.

 

A partir disso, esse lead entra no funil de vendas da organização e passa a ser nutrido, ainda por meio de conteúdos de valor, como e-books e newsletters, para que amadureça ao ponto de se interessar pela compra de uma solução.

 

Esse trabalho leva um tempo para ser realizado, até lá, a empresa precisa atrair a atenção dos consumidores de alguma maneira, e esse é o momento da ação das mídias pagas.

 

Como Funciona o Conteúdo Pago

Os conteúdos pagos ajudam a impulsionar diversos tipos de materiais da própria marca, como postagens nas redes sociais, vídeos, promoções, landing pages, etc.

 

Existem vários formatos que podem ser adotados, mas a escolha vai depender do objetivo da campanha, que podem ser escolhidos na própria plataforma, como Google e Facebook.

 

O pagamento desses conteúdos é bem variado, podendo ter por cliques (CTR), número de visualizações ou taxa de envolvimento.

 

Uma escola de aula de piano iniciante faz o investimento que estiver a seu alcance, e o sucesso dessas campanhas dependem do montante investido, das palavras-chave escolhidas, das imagens usadas, do texto e da segmentação.

 

São anúncios mais flexíveis, que obedecem ao orçamento e à estratégia escolhida. Dessa forma, as marcas podem pausar ou alterar os conteúdos a qualquer momento. Além disso, os resultados podem ser mensurados, o que ajuda a otimizar as campanhas.

 

Mas, Afinal, Quando Investir?

Não existe um momento ideal para investir em conteúdo pago. A verdade é que ele pode ser usado a qualquer momento, seja qual for o segmento e tamanho do negócio, desde locais que oferecem aulas de simulador auto escola até um pet shop.

 

O conteúdo orgânico é fundamental para qualquer organização, contudo, ele precisa de mais tempo para surtir efeito. Até lá, é difícil ficar sem obter nenhum retorno.

 

As mídias pagas são ótimas para dar visibilidade à companhia e até mesmo promover os conteúdos orgânicos. Você pode, por exemplo, criar um anúncio para divulgar o seu blog e o site institucional.

 

É possível até mesmo aprender um pouco mais sobre o seu público-alvo, tendo em vista que os conteúdos pagos são altamente segmentados. Isso significa que para darem certo, é necessário saber qual é o seu perfil de consumidor.

 

O oferecimento do produto por meio dessas propagandas atua como uma consequência, uma vez que eles vão aparecer apenas para pessoas que estão procurando soluções semelhantes.

 

Ou seja, o anúncio de uma autoescola pode aparecer para uma pessoa que esteja buscando informações sobre primeira aula de direção, por exemplo.

 

Em vista de sua atuação, é possível compreender os benefícios do conteúdo pago para uma marca. Por isso, continue a leitura para entender essas vantagens.

 

Benefícios do Conteúdo Pago

Existem diversas boas razões para investir em mídia paga e conquistar um público específico. Uma delas é o aumento da visibilidade da marca.

 

O conteúdo pago é altamente segmentado, por isso, ele vai aparecer apenas para as pessoas que correspondam ao perfil daquilo que está sendo oferecido.

 

É a melhor forma de chegar até esse público, usando o principal meio de comunicação que existe hoje: a internet.

 

Imagine, por exemplo, a quantidade de consumidores que uma loja de eletrônicos conseguiria impactar, anunciando seus produtos e serviços. Suas mídias vão chegar até aquelas pessoas que estão procurando notebook para escritório e outros itens do tipo.

 

O conteúdo pago também é benéfico para o funil de vendas. Isso porque, para existir, ele precisa de leads que ainda estejam no topo do funil.

 

Os anúncios pagos contêm links que direcionam os usuários para o site ou blog da marca. A partir daí, eles terão acesso a conteúdos voltados para topo, meio e fundo de funil.

 

Portanto, os conteúdos pagos são uma ótima maneira de atrair visitantes, que serão convertidos em leads e, posteriormente, em clientes.

 

Consequentemente, o tráfego dos canais usados pela organização será beneficiado, isso porque um bom número de pessoas vai visualizar o conteúdo, clicar e ser direcionado a esses canais.

 

Pensando por esse lado, então, podemos concluir que até mesmo as suas estratégias orgânicas em SEO serão beneficiadas.

 

Por fim, essa opção é ótima para agilizar a obtenção de resultados. Quando uma imobiliária que faz aluguel de sala comercial por hora investe em mídia paga, obtém resultados muito mais rápidos.

 

Sem falar que, da mesma forma, é um meio de fazer com que a conversão seja mais rápida. Isso porque se o usuário clica em um anúncio que tem como intenção a venda, automaticamente ele já pode ser considerado em lead qualificado.

 

Ou seja, um lead que já está no fundo do funil, provavelmente, já obtém todas as informações necessárias para ser abordado pela equipe de vendas.

Leia também o nosso post Segmentação de Conteúdo: O Quão Importante é Para o Site ter os Conteúdos Segmentados?

Conclusão

É possível trilhar diferentes caminhos quando falamos em marketing digital. Essa ferramenta oferece um vasto leque de opções, e todas elas são bem elaboradas e pensadas de maneira a beneficiar a empresa e os consumidores.

 

O conteúdo pago ajuda a promover a marca e, juntamente com os conteúdos orgânicos, forma a parceria perfeita para promover a empresa e os interesses do seu público-alvo.

 

Neste artigo, você aprendeu a importância das estratégias orgânicas e por que o conteúdo pago também é útil e deve, sim, fazer parte do planejamento do seu negócio.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 comentário em “Vale a Pena Fazer um Conteúdo Pago para Conquistar um Público Específico?”

  1. Pingback: Marketing de Conteúdo; 8 Dicas Para Desenvolver um Texto Atualmente. - Blog da Agência7 Soluções WEB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 4 =