Qual é a melhor rede social para utilizar de canal de comunicação direta com o seu cliente?

Já não é segredo para ninguém como a internet e as redes sociais mudaram a realidade das empresas. O que poucos sabem é como isso impacta na comunicação da marca com o público-alvo, e como é possível gerenciar isso de modo eficiente.

 

De fato, uma das estratégias que mais pode revolucionar a realidade de um negócio é quando ele decide rever sua comunicação com o público. Afinal, a porta de entrada para qualquer negociação sempre vai ser o diálogo entre as partes.

 

Imagine uma empresa que vende caixa de papelão personalizada com logo. Certamente, quanto melhor ela for em entender as expectativas do público, tanto melhor será em conseguir captar mais leads e dar um suporte adequado.

 

Lembrando que hoje nós vivemos a época de grande concorrência da história, sendo que o nível de exigência dos clientes está cada vez maior. Foi-se o tempo em que eles ficavam horas no telefone para resolver algo. Hoje o poder está nas mãos dos consumidores.

 

Qual é a melhor rede social para utilizar de canal de comunicação direta com o seu cliente?

 

Aliás, em sentido literal, já que a maioria das pessoas utiliza smartphone o dia todo, não só para questões pessoais, mas também na hora de comprar produtos, contratar serviços e qualificar as empresas sobre como foi a experiência.

 

É nesse contexto que as redes sociais entram. Se a empresa negocia uma sala privativa coworking, nada impede que logo em seguida o cliente espalhe comentários pelas mídias sociais da marca, os quais se forem positivos, trarão um ótimo efeito.

 

Contudo, quando a empresa deixa a desejar em algum ponto, o risco de ter sua reputação manchada é enorme. Aí entra o que se chama gestão de crise, que é quando a equipe precisa sair correndo para “apagar incêndios”, os quais seria melhor ter evitado.

 

Neste artigo, trazemos não apenas qual é a melhor rede social para utilizar como canal de comunicação com seus clientes, mas também a importância disso e os impactos positivos que pode proporcionar.

 

Ademais, cada negócio tem uma natureza, conforme seu segmento e modelo de negócio. As diferenças de comunicação entre quem vende celulares e quem faz reparo iphone podem ser enormes, então é preciso levar isso em conta.

 

Portanto, em vez de apenas citar o nome de uma ou outra rede social, vamos aprofundar na proposta dos tipos de mídia social existentes. Assim, cada um consegue entender melhor qual tipo atende suas próprias necessidades, sem cair em generalizações.

 

Então, se você deseja compreender de uma vez por todas como as redes sociais podem mudar seu negócio de patamar, melhorando e muito sua comunicação, basta seguir adiante.

 

O que é um canal de comunicação?

Nenhuma rede social vai ser bem utilizada por uma marca enquanto ela não compreender a fundo o que é um canal de comunicação, ou seja, como fazer essa ponte com seu público.

 

Lembrando que esse público-alvo nada mais é do que um recorte que o marketing precisa fazer, segmentando apenas as pessoas que têm um perfil promissor, com sinergia em relação à solução que é ofertada pelo negócio.

 

Depois disso, quando você identifica que tipo de pessoas é interessante para sua empresa, então começa a entender que é preciso falar a língua dessas pessoas, usando uma linguagem coerente e todo um marketing voltado para elas.

 

Se uma agência faz convites personalizados, uma coisa é atender um casal que acabou de ter um filho e quer convites para o batismo dele. Outra coisa bem diferente é atender um negócio que quer convites para um evento corporativo.

 

Nesse sentido, um canal de comunicação nada mais é do que um veículo que a marca identifica como sendo apropriado para estabelecer um diálogo com as pessoas que atendem o seu perfil de clientela. Alguns exemplos são:

  • Telefone e e-mail;
  • Ouvidoria;
  • Pesquisa de satisfação;
  • Chat online;
  • Site e formulários;
  • Enquetes;
  • Redes sociais.

 

No caso das redes sociais, essas plataformas se tornam um veículo incrível, já que geralmente as pessoas as utilizam sem a pretensão de comprar algo.

 

Porém, com o tempo, elas são envolvidas pelos patrocínios e logo acabam se tornando clientes, com alto poder de impacto e engajamento, como ficará claro adiante.

 

Sobre os tipos de redes sociais

Uma das maiores revoluções que a comunicação e o marketing já viram foi a do surgimento das mídias sociais. Aliás, elas representam uma das maiores transformações da própria internet, que demorou até chegar nesse fenômeno.

 

Primeiro havia apenas e-mails e sites estáticos, depois surgiram os blogs, que permitiam deixar comentários, e só então as redes sociais, que têm um alto nível de interação.

 

Ainda assim, elas não surgem como algo engessado, mas trazendo propostas com vários enfoques diferentes. Por exemplo, uma empresa que faz faixas banners pode marcar presença em uma rede social corporativa, em busca de parceiros.

 

Já para buscar clientes ela pode utilizar as tradicionais, que é onde o cliente final (pessoa física) mais navega. Além disso, há modelos e propostas diferentes entre esses próprios grupos, sendo os tipos mais comuns os seguintes:

  • Redes com foco em mensagem dinâmica;
  • Com foco em textos curtos, médios ou longos;
  • Com foco em imagens, fotos e vídeos;
  • Com foco em lives, stories e afins.

 

Ou seja, falar sobre estar nas redes sociais pode ser algo tão vago quando se fala sobre anunciar na televisão ou no rádio, sem saber qual seria o melhor horário ou o melhor canal para cada tipo de empresa.

 

Na prática, as redes de mensagens dinâmicas são dominadas pelo WhatsApp e pelo Telegram. As plataformas de texto curto incluem o Twitter, sendo que as de texto médio ou longo envolvem o famoso Facebook.

 

Quando falamos em imagens e fotos, falamos sobretudo acerca do Instagram, também indicado para lives e stories, e do Pinterest. Já as soluções de vídeo costumam incluir o YouTube e o Vimeo, que também fazem lives.

 

Qual a melhor rede social para cada um?

Do que dissemos até aqui, já ficou claro que o ponto indispensável sobre escolher a melhor mídia social é cruzar três perfis: o da marca, o do público e o da rede social em questão.

 

Ou seja, a melhor rede para você utilizar como canal de comunicação direta com seu cliente é aquela em que ele está presente, desde que você faça isso levando em conta quais são as expectativas dele e qual é a filosofia da sua marca.

 

Se o negócio gira em torno de fachada para comércio, é possível bombar em uma mídia social que permite postar bastante elementos visuais, já que fotos e vídeos ajudarão o cliente a visualizar como o seu serviço fica depois de pronto.

 

Porém, se uma escola de tradução de textos decide criar conteúdos para essas plataformas, ela pode até investir em fotos e imagens de alta qualidade, mas o que vai fazer seu cliente fechar negócio é o conteúdo, não tanto o aspecto visual.

 

Ademais, você também pode marcar presença em todas as redes sociais que quiser. Só o que não se pode esquecer é que sempre haverá uma principal, que vai ser o carro-chefe da sua comunicação e a de maior sinergia com o cliente.

 

Entenda o que é engajamento real

Outro erro muito comum sobre aplicação das redes sociais como comunicação é achar que elas são apenas um canal de novidades, como um panfleto digital em que você explora seu mix de produtos/serviços.

 

Ora, a rede social não é um cardápio. Um dos motivos pelos quais muitas empresas entram ali e acabam não conseguindo o resultado esperado é por não entenderem justamente o que tratamos acima: é preciso falar a língua do seu cliente em potencial.

 

Ou seja, se você vai negociar computador novo, pode utilizar uma linguagem mais descolada, explorando até mesmo fotos engraçadas, emojis e os famosos memes.

 

Já uma indústria química que atende o setor de fármacos, vai precisar aplicar uma linguagem mais formal. Assim, sempre o que vai gerar engajamento é criar conteúdos e postagens que levem em conta o perfil e as expectativas do cliente.

 

O que é comunicação de excelência?

Por fim, uma das maiores vantagens de encontrar a melhor rede social é que isso vai gerar valor para a sua marca, fazendo ela estar presente no lugar certo e na hora certa. O esforço do marketing sempre foi esse, mesmo antes da internet.

 

Ademais, as redes sociais ajudam o seu negócio em todo o funil de vendas, seja no pré-venda, quando você ainda precisa captar leads, seja no pós-venda, quando você vai fidelizá-los.

 

Assim, se uma agência produz folder promocional, ela pode tornar esse serviço muito mais próximo das pessoas, humanizando a marca e deixando seu serviço mais atraente.

 

Portanto, engana-se quem pensa que as redes sociais só servem para divulgar produtos e promoções. A comunicação de excelência começa quando você encontra esse ponto perfeito de contato entre a missão da marca e os desejos do público.

 

Considerações finais

Seja para focar em uma rede social de mensagens dinâmicas, de textos, de imagens ou de vídeos, o fato é que essas plataformas podem revolucionar a comunicação de sua empresa.

 

Assim, com os conceitos e conselhos práticos que trouxemos acima, qualquer um pode encontrar a melhor plataforma para o seu negócio e transformá-la em canal de comunicação direta com o seu cliente.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =